Dirigente do Sicredi em MT é eleito presidente do Fundo Nacional – FGCoop

João Spenthof, presidente da Central Sicredi Centro Norte, que abrange os estados de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre, terá mandato até 2022

Presidente do FGCoop João Spenthf e o ex-presidente Bento Venturim

O presidente da Central Sicredi Centro Norte, João Spenthof, foi eleito presidente do Conselho de Administração do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCoop). A eleição ocorreu no último dia 17, durante Assembleia Geral do FGCoop, em Brasília, onde estiveram reunidos os dirigentes das principais instituições do cooperativismo de crédito brasileiro.

Com exercício até o ano de 2022, João Spenthof, foi eleito por unanimidade, e Francisco Silvio Reposse Junior (Sicoob) será o vice. Para Spenthof, a eleição é o reconhecimento dos seus 28 anos de experiência à frente de cooperativas de crédito, sendo 25 deles como presidente de uma Central, além de estar atualmente vice-presidente da Confederação Sicredi e SicrediPar.

“Recebo com muita honra e responsabilidade essa atribuição de assumir a presidência do Conselho de Administração do FGCoop. O Fundo tem a função de proteger os depósitos dos integrantes das cooperativas de crédito e equipara nossa segurança com as dos bancos tradicionais, gerando confiança e promovendo a continuidade do crescimento sustentável do Sistema Nacional de Cooperativas de Crédito (SNCC)”, destaca Spenthof ao comentar que atualmente mais de 740 cooperativas de crédito fazem parte do fundo garantidor.

O Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCoop) é uma associação civil sem fins lucrativos, com personalidade jurídica própria, de direito privado, de abrangência nacional, que permite recuperar os depósitos ou créditos mantidos nas cooperativas singulares de crédito e nos bancos cooperativos (Bancoob e Banco Sicredi), até determinado valor, em caso de intervenção ou liquidação extrajudicial.

Foi criado pelo Banco Central e Conselho Monetário Nacional (CMN) em 2012 e suas atividades tiveram início em 2013. Segundo João Spenthof, sua administração dará continuidade às gestões anteriores que atuaram fortemente na estruturação do fundo, na consolidação da equipe de trabalho e no início do monitoramento das cooperativas.

Terá três pilares de atuação. O primeiro deles é o fortalecimento do cooperativismo de crédito no Brasil, com ações proativas visando a solidez do sistema. O segundo é cuidar da confiança, da imagem do sistema, que conquistou grande credibilidade e participação no mercado financeiro nos últimos anos. O terceiro pilar é garantir o crescimento das cooperativas e do sistema cooperativo de crédito. “O sistema possui a maior rede de agências do país, com 6.219 agências de cooperativas de crédito e, se somados todos os sistemas, somos a 6ª maior instituição financeira do país. Estamos crescendo mais de 20% todos os anos. Em muitos estados estamos com market share (participação no mercado) acima desse percentual, além de termos uma participação de 14% no crédito consignado e uma significativa participação em crédito para micro e pequenas empresas”, diz ao reforçar que isso demonstra a solidez e a credibilidade do sistema de crédito cooperativo.

Na presidência do FGCoop, João Spenthof sucede Bento Venturim, que ficou à frente da instituição no período 2016/2019, que em seu discurso de transmissão de cargo destacou algumas conquistas de sua gestão, como a realização dos Fóruns FGCoop, que possibilitou que os sistemas de crédito compreendessem o objetivo do monitoramento, de pró-atividade na detecção de problemas e contribuição para busca de soluções sistêmicas, além do cumprimento de seu objeto social, que é garantir os depósitos dos associados de cooperativas liquidadas extrajudicialmente.

Além da presidência e da vice-presidência ficaram definidos os conselheiros titulares de administração do FGCoop: Celso Ramos Regis (OCB/MS, representando as cooperativas de crédito não filiadas a centrais); Álvaro Jabur (Uniprime, representando as cooperativas de crédito de dois níveis); e José Maria de Azevedo (Unicred). E, ainda, foram escolhidos os conselheiros suplentes: Luis Alberto Pereira (OCB/GO), Leonel Pedro Cerutti (Cecrers), Cledir Assisio Magri (Cresol), Mário Augusto Moura Flores (Unicred), Márcio Port (Sicredi) e José Alves Sena (Sicoob).

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos mais de 4 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.600 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br.  

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

O Sicredi Centro Norte, composto pelos estados de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre, tem aproximadamente de 422 mil associados, com 169 agências em 140 municípios.