Diretora do Ministério das Cidades acusada de fraude em parecer do VLT presta depoimento quarta

acidente violento arranca frente de moto 1.000 cilindradas



A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga as Obras da Copa recebe três depoentes na sessão desta quarta-feira (18) às 14h no auditório Milton Figueiredo na Assembleia Legislativa. Entre os depoimentos previstos consta o da Diretora do Departamento de Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades, Luiza Gomide de Faria Vianna denunciada e investigada por suposta adulteração em parecer técnico para justificar a troca do modal BRT para o VLT.

Luiza Vianna foi denunciada pelo servidor técnico do Ministério das Cidades, Higor Guerra, responsável pelo parecer que apontava a inviabilidade da troca do modal BRT para o VLT. Após sofrer reiteradas pressões e se negar a efetivar o relatório em consonância com a decisão de governo, conforme alegou a diretora à época dos fatos, Guerra apresentou denúncia que apontou a fraude no parecer técnico.

A diretora e a gerente de projetos, Cristina Soja são apontadas como responsáveis pela fraude e respondem processo na justiça.

Higor Guerra já prestou depoimento à CPI das Obras da Copa e reafirmou todo o teor do seu depoimento ao Ministério Público Federal, mas alegou desconhecer o motivo para a fraude no parecer.

Conforme o servidor, a gerente Cristina Soja apenas afirmava que o Ministério das Cidades precisava caminhar em consonância com a decisão do governo de Mato Grosso, porém, Higor Guerra justificou pela fragilidade das informações prestadas pelo Estado para a troca dos modais.

Além da diretora do Ministério das Cidades, também prestam depoimento nesta quarta-feira, João Paulo Curvo Borges, que à época dos fatos era assessor especial da Secopa, responsável por revisar os projetos entregues pela GCP Arquitetos, que culminaram na contratação das empresas que forneceram o mobiliário e os sistemas de telecomunicações da Arena Pantanal.

O outro depoimento é de Mauriney Cezar Pinheiro da Silva, diretor de projetos da Eximia Engenharia e Consultoria, responsável pela elaboração dos projetos das obras do entorno da Arena.