Dia do Trabalhador: São José Operário, rogai por nós!

Picture of Denis Duarte

Denis Duarte

Foto: Wesley Almeida/Canção Nova

Dia do Trabalhador: São José Operário, rogai por nós!

Compartilhe:

O dia do trabalhador, celebrado em 1° de maio, é um dia de festa, sobretudo para os que estão empregados. Contudo sabemos que a realidade do mercado de trabalho no Brasil é muito dura. Segundo dados recentes do IBGE 9,5 milhões de brasileiros estão desempregados.

Além disso, a tendência global para este ano (2023) é a de que o crescimento econômico seja pequeno, o que afeta não somente a geração de novos empregos, mas também àquelas pessoas que podem, por conta dessa marcha lenta do mercado, perder o posto de trabalho.

Tudo isso gera inquietação, mas precisa ser uma inquietação “ativa”. Ou seja, empregada ou desempregada, a pessoa precisa assumir sua parte de responsabilidade. Isso quer dizer cuidar de sua formação e desenvolvimento profissional; melhorar sua rede de contatos; adquirir novas habilidades… Estar preparado para as oportunidades.

E tudo isso foi muito facilitado desde o crescimento da internet. Hoje é possível fazer bons cursos profissionalizantes online e gratuitos; é também possível cursar graduação e pós-graduação à distância; concorrer a vagas de emprego em todo o país; realizar contatos através de redes sociais próprias para a atuação profissional (como o Linkedin, por exemplo), além de tantas outras ferramentas que potencializam as oportunidades.

Mas para isso, novamente o alerta: todo trabalhador precisa assumir sua parcela de responsabilidade e cuidar de seu desenvolvimento profissional. A própria Igreja Católica, quando orienta seus fiéis sobre o trabalho humano, ressalta a importância de o trabalhador buscar o aprimoramento profissional: A manutenção do emprego depende cada vez mais das capacidades profissionais (Compêndio da DSI parág. 290).

Para muitos também se torna necessário recomeçar. Ou seja, atuar numa nova área ou reiniciar a carreira profissional com um salário abaixo do que estava esperando. Recomeçar é duro, mas pode ser libertador.

E, por fim, contar com a intercessão daquele que sempre trabalhou em prol da família, São José! Ele é um modelo para todos os trabalhadores. Por isso, o celebramos no dia do trabalho. E o chamamos, de modo especial nessa data, de São José Operário. Tal festa foi instituída pelo Papa Pio XII, que apresentou o pai adotivo de Jesus não somente como modelo de trabalhador, mas como protetor de todos os trabalhadores.

Desse modo, todo trabalhador – empregado ou desempregado – deve contar com o auxílio de São José Operário. E, certo de sua intercessão, rezar a oração ensinada por São Pio X:

Glorioso São José, modelo de todos os que se dedicam ao trabalho, obtende-me a graça de trabalhar com espírito de penitência para expiação de meus numerosos pecados;

De trabalhar com consciência, pondo o culto do dever acima de minhas inclinações;

De trabalhar com recolhimento e alegria, olhando como uma honra empregar e desenvolver pelo trabalho os dons recebidos de Deus;

De trabalhar com ordem, paz, moderação e paciência, sem nunca recuar perante o cansaço e as dificuldades;

De trabalhar, sobretudo com pureza de intenção e com desapego de mim mesmo, tendo sempre diante dos olhos a morte e a conta que deverei dar do tempo perdido, dos talentos inutilizados, do bem omitido e da vã complacência nos sucessos, tão funesta à obra de Deus!

Tudo por Jesus, tudo por Maria, tudo à vossa imitação, oh! Patriarca São José!

Tal será a minha divisa na vida e na morte. Amém.

*Denis Duarte é especialista em Bíblia e Cientista da Religião. Professor universitário, pesquisador e escritor. Autor dos livros: “Entenda os textos da Bíblia”; “Cura e Libertação pelas Sagradas Escrituras”; e “Dinheiro à luz da fé”, publicados pela Editora Canção Nova.
www.denisduarte.com

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp