Dia das Mães deve aquecer as vendas nos próximos dias

mais de 158 mil veículos devem passar pela br-163 durante o réveillon

O Dia das Mães deverá injetar R$ 14 bilhões na economia brasileira, neste ano. A data é considerada a segunda melhor para o comércio varejista, atrás somente do Natal. A estimativa é que as vendas em Rondonópolis aumentem 3% na comparação com o ano passado. O otimismo, segundo o presidente da CDL de Rondonópolis Neles Walter Ferreira de Farias, tem como base a liberação do FGTS no mercado, a supersafra e o otimismo do brasileiro.

Neste ano, sete em cada 10 brasileiros irá às compras até o sábado (13). A preferência será pela forma de pagamento à vista, apontada por 65% dos entrevistados, devido a muitos estarem endividados o pagamento em dinheiro foi a forma apresentada como a escolhida por 58,7% dos brasileiros que participaram da pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

A ampla maioria irá presentear somente uma única pessoa (63%) e a mãe foi apontada com a mulher a ser homenageada por 71% dos brasileiros, seguida da esposa 16%, sogra 11%, filhas e avós 6%. Na preferência dos presentes a serem adquiridos, estão as roupas (26%), perfumes (20%), calçados (11%), cosméticos (8%) e flores e chocolates (7%).




E o valor a ser gasto por presente neste ano deve superar os R$ 100,00. As pessoas ouvidas em todo o Brasil apontaram que o preço será o fator decisivo para a compra do presente (61%) seguido da qualidade dos produtos ofertados (38%) e descontos de promoções (32%).

O Dia das Mães está sendo esperado com otimismo pelos lojistas. “Esta é uma data esperada pelo comércio que começa a apresentar uma pequena reação. Esperamos que os brasileiros vão às compras para presentearem as mães, esposas, filhas para celebrarem à vida. As lojas já estão com promoções e prazos especiais para a data, com presentes bons a partir de R$ 25,00 nas lojas para quem está apertado e para quem pode gastar mais há itens que vão desde eletrodomésticos a joias”, finalizou.