Destaque na MCTI, estudante da Arena da Educação se credencia para Feira Brasileira de Ciência e Engenharia da USP

A estudante Maria Eduarda Dedé Cavalcante foi vencedora pelo Projeto Barra de Cereal ganhando a oportunidade de participar da feira da Universidade de São Paulo

A aluna Maria Eduarda e o professor orientador Cleiton - Foto por: Divulgação

Com quatro prêmios conquistados, a Escola Estadual Governador José Fragelli, conhecida como Arena da Educação se destacou na XII Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (MECTI), realizada na semana passada em Cuiabá. Os quatro projetos finalistas foram premiados na categoria “economia criativa do ensino médio”.

Os alunos Cawan do 3º ano, Vinícius do 2º ano e Maria Eduarda do 1º ganharam Bolsas de Iniciação Científica Junior do CNPQ para continuarem seus projetos. Os três deixaram orgulhosos seus orientadores – os professores Fernando Vieira, Majô Dias e Cleiton Marino Santana, respectivamente.

A estudante Maria Eduarda Dedé Cavalcante ganhou os holofotes, sendo vencedora pelo Projeto Barra de Cereal cujo foco é a criação de uma barra nutricional para os alunos da Arena da Educação, que é vocacionada ao esporte.




O projeto foi o melhor pontuado entre todos os participantes. Como prêmio, Maria Eduarda ganhou a oportunidade de participar da 19ª Feira Brasileira de Ciência e Engenharia da USP (Universidade de São Paulo), considerada a melhor universidade do Brasil e, atualmente, entre as 150 melhores do mundo.

A estudante não cabia de contentamento. “Uma enorme felicidade de ganhar esse prêmio, não só por mim, mas sim pela minha escola, e todos aqueles que apoiaram. Agradeço desde já o apoio e incentivo que a escola vem dando a nós alunos. E sinto orgulho em dizer, sou aluna da escola Arena da Educação.

“Nossa Escola, além de oferecer uma educação com qualidade, sendo uma das melhores escolas de Mato Grosso, ainda forma alunos protagonistas com viés científico, ressalta Cleiton Marino Santana, orientador do projeto e coordenador pedagógico da escola.

Vinícius Grawe, autor do projeto “iSportsPlay: conteúdo digital de esportes” relata que a Mecti significou aprimoramento e aprendizado, está animado para dar continuidade no projeto e já vislumbra parcerias importantes sugeridas pelos avaliadores.

Para o aluno Cawan Cerqueira, premiado pelo projeto “Statsimple”, participar da MCTI foi a oportunidade de unir sua paixão pelo basquete e os estudos em prol de um projeto que ajudará a comunidade. Por tabela, vai auxiliar no seu projeto de vida, uma vez que intenciona cursar faculdade de Educação Física por meio da nota no Enem deste ano.

“Posso dizer que foi, e que vai ser, uma grande oportunidade para que consigamos alavancar o projeto e levá-lo para todos os técnicos e escolas do nosso estado, como foi falado desde o início o nosso plano, quero agradecer novamente a todos os colaboradores e envolvidos dessa Mostra, que nos proporcionou essa oportunidade imensa”.

Maria Eduarda mostrando a sua barra de cereais – Foto: Divulgação