Desfile Cívico Militar reúne milhares de pessoas no centro de Rondonópolis

| guiratinga | prefeitura amplia distribuição de água no distrito do alcantilado

A comemoração do 'Sete de Setembro', mais uma vez, não passou em branco em Rondonópolis. Milhares de pessoas se concentraram na manhã de segunda-feira (7) para prestigiar o Desfile Cívico Militar que ocorreu na Avenida Amazonas e terminou próximo ao palanque das autoridades, instalado em frente à Praça Brasil.

O evento contou com a participação de 36 grupos, entre o 18º Grupo de Artilharia de Campanha (18º GAC), Corpo Bombeiros – CB, escolas, igrejas, movimentos e projetos sociais.

A solenidade teve início com a revista da tropa pelo vice- prefeito municipal, Rogério Salles, acompanhado do comandante Militar do 18º GAC, tenente-coronel Denilson Silva de Miranda.

O primeiro grupamento a desfilar foi composto pelo Grupo de Artilharia de Campanha. Após, foi a vez dos projetos sociais, Batalhão de Bombeiros Militares, seguido por entidades, escolas, igrejas e movimentos sociais.

Para o secretário de Cultura de Rondonópolis, Luciano Carneiro Alves, o desfile teve a participação e o empenho de todos os envolvidos e isso contribuiu para o sucesso da apresentação. "As entidades se empenharam em coreografias, as fanfarras estavam muito bem ensaiadas e foi nítida a satisfação pela participação no desfile. A dedicação das entidades parceiras em preparar os participantes é o segredo para o sucesso do desfile", explicou.

A participação das escolas – municipais e estaduais – teve grande destaque, pelo elevado número de alunos e pela organização dos grupos. Na avenida, os alunos defendiam a preservação do meio ambiente, a valorização da água, a educação como formação humana, além de outros temas atuais.

Também participaram do desfile, projetos das Secretarias de Esporte e Lazer, Secretaria de Cultura e Secretaria de Promoção e Assistência Social. E também movimentos sociais, como o 'Movimento Negro' e 'Movimento LGBTT'.

As secretarias apresentaram os projetos desenvolvidos junto à comunidade e que visam o crescimento pessoal através de práticas esportivas e artísticas que têm o objetivo de promover a inclusão social. Os movimentos sociais também tiveram espaço no desfile, e na oportunidade reivindicaram igualdade social, por meio do combate à violência e a discriminação.