Desarticulada quadrilha que falsificava documentos e exames de gravides falsos em Rondonópolis

Investigadores da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), prenderam três pessoas na tarde desta segunda-feira (13), acusadas de falsificação de documentos em Rondonópolis-MT.

Segundo informações repassadas pela DERF, um casal estaria aplicando um golpe conhecido como golpe do carro da OLX.

Eles chegavam até uma residência com um bebê de colo, dizendo que eles estariam com suas contas bloqueadas e que a criança está com problemas de saúde.



O casal já vinha sendo investigado por falsificação de documentos de carros roubados e envolvimento com uma facção criminosa.

O veículo que o casal utilizava, já teria sido visto rodando pelas ruas do bairro Juscelino Ferreira de Faria.

Após uma longa investigação, o investigadores conseguiram avistar o carro, com as mesmas características, escuro com rodas de liga leve.

Assim que foi abordado, o suspeito disse não ter nada de errado em casa, porém assim que os policiais entraram na residência logo avistaram próximo a um computador vários rascunhos de documentos falsificados (RG, CRV e CRLV).

Em uma busca minuciosa, foi localizado dentro de uma fronha de travesseiro alguns documentos de identidade já finalizados e várias fotos 3×4.

Na cozinha haviam extratos bancários e dois exames de gravidez de um laboratório de Rondonópolis, um aparentemente original e outro com sinais de falsificação.

Todo o material é fabricado na casa do acusado, utilizando um computador e uma impressora colorida.

Os documentos veiculares tem as informações em documentos (CRV e CRLV), que são produtos de furtos, um em Rondonópolis e outro e Jangada. Além dos dois documentos também foram encontrados mais duas cédulas que não foram registradas no sistema ou de fato eram falsificadas.

A equipe conseguiu levantar o valor que a dupla ganhava por documento vendido e o valor varia entre R$ 50 a R$ 250 reais.

Diante das informações e do material encontrado, acredita-se que os suspeitos sejam os maiores falsificadores de documentos da cidade.

Após longa entrevista, o suspeito disse que juntamente outras pessoas conseguiram a quantia de R$ 30 mil reais, com o golpe do carro na “OLX”, e que parte dessa quantia seria dividida.

O valor de R$ 9 mil ficaria com ele e sua esposa e mais um envolvido e o restante do dinheiro foi entregue em uma residência no bairro Jardim São Bento.

Ao se deslocarem até o referido local, foi localizado outro indivíduo que teria recebido o valor de R$ 21 mil, a mando de uma facção criminosa.

No local, os investigadores encontraram alguns veículos com sinais de adulteração, várias joias, aparelhos eletrônicos e a quantia em dinheiro de R$ 19.600 reais. O suspeito confessou que fazia parte do esquema de falsificação de documentos.

Todo o material e os suspeitos foram levados até a delegacia onde prestaram depoimento e foram entregues paras as autoridades competentes.