Deputado que assumiu vaga de Pátio no SD assina a favor da PEC da impunidade

Deputado federal Dr. Leonardo - Foto por: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

Um dia após destituir o prefeito de Rondonópolis, Zé Carlos do Pátio (SD) do cargo de presidente regional do Solidariedade, o deputado federal, Leonardo Albuquerque, já está em nova polêmica.

 O motivo é que ele assinou a chamada PEC da impunidade. 

A  medida tem sido duramente criticada por não ter passado por comissões, a PEC que limita prisões em flagrante e garante a blindagem de deputados e senadores.




A proposta, foi apresentada pelo deputado Celso Sabino (PSDB).

 Entre os 185 parlamentares que assinaram o polêmico texto, constam os nomes de três parlamentares de Mato Grosso  Neri Geller(PP), Dr. Leonardo(Solidariedade), Juarez Costa (MDB).

A PEC é patrocinada abertamente pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP). A prisão em flagrante do deputado carioca Daniel Silveira, decretada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por atos democráticos e apologia ao AI-5, está por trás da pressa com que o projeto tramita.