Deputado Claudinei conhece os trabalhos da 8ª CIBM de Pontes e Lacerda

O deputado estadual Claudinei cumpriu agenda no município em atendimento à Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Casa de Leis

Deputado Claudinei com o delegado regional Clayton Queiroz e o 2° Tenente Christian Borges

Em missão pela Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), em Pontes e Lacerda (MT), o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) visitou a sede atual da 8ª Companhia Independente do Corpo de Bombeiros Militar (CIBM) que pertence ao Comando Regional de Cárceres (MT). Ele foi recepcionado pelo 2º Tenente Cristhian Borges – representando o capitão Wallenstein Maia Santana – que apresentou toda a instituição e passou as principais informações sobre a execução dos trabalhos da corporação.

Cristhian expôs a importância do papel do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT) com o Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) do município para solucionar algumas necessidades da unidade. “Aqui o Conseg é bem atuante na cidade. A gente consegue mobilizar o Ministério Público para a destinação de recursos. O dinheiro vai para o Conseg que tem uma associação, CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) e conta bancária, o que acaba que ele faz tudo. A gente indica o material que precisamos. Sempre estamos juntos para não erramos na compra e nas especificações dos materiais”, explica o militar.

Claudinei conhece toda a estrutura da unidade militar

EPIs



Recentemente, uma demanda urgente dos bombeiros militares era a aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (Epis) e o MP interviu e realizou a aquisição dos materiais. “O pessoal do Exército chegou aqui, mas não tínhamos luvas e capacetes. Agora, com os materiais, conseguimos dar um apoio melhor, porque o pouco que tínhamos acabou sendo usado por toda a guarnição. O necessário que era urgente, conseguimos agora”, explica o 2° tenente.

Outra ação benéfica do MP foi a compra de motor para a realização de desinfecção de unidades públicas da cidade e do interior, salienta Borges que reconhece que as demandas emergenciais praticamente foram atendidas para a devida execução por parte dos bombeiros miliares.

Efetivo

O quadro de pessoal da 8ª CIBM é de 30 militares efetivos, sendo que atendem no total 10 municípios mato-grossenses na região de fronteira. “O nosso maior problema aqui é o efetivo. Tem dias que têm três militares por dia na rua e a gente atende 10 municípios. Tem uma área nossa, a cidade de Rondolândia, é muito longe daqui. Geralmente, pedimos uma ordem de serviço de sete dias para fazer vistoria ou identificação ou evento de grande porte – devido ser muito longe. Este é o tempo para o pessoal ir lá e voltar”, explica Christian.

“Avalio que as forças de segurança de Pontes e Lacerda passa por dificuldades com a falta de efetivo, mas que buscam atuar com excelência mesmo com este empecilho no caminho. Claro, que este tipo de demanda é uma das que venho levando ao governo estadual devido ao baixo efetivo nas instituições de segurança pública e, nesta unidade, não vai ser diferente. Vamos seguindo com a Comissão até conseguir solucionar essa situação”, posiciona Claudinei.

Parceria

Devido o município não contar com Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a 8ª CIBM tem o suporte, em alguns casos, da prefeitura de Pontes e Lacerda – esclarece Borges. “Todo o atendimento pré-hospitalar fica na competência do Corpo de Bombeiros. Às vezes, tem o apoio da prefeitura municipal, quando tem três ocorrências em andamento. Ela nos auxilia. Com a pandemia (Covid-19), buscamos isolar a nossa ambulância que atende toda a cidade, em relação ao transporte de pessoas com suspeita. Com isso pedimos para a prefeitura fazer o encaminhamento”, esclarece.

Em relação as viaturas na unidade militar, o 2° tenente comenta que não há problemas neste quesito para a execução dos trabalhos. Ele conta que possuem duas ambulâncias, sendo que uma delas foi destinação do MP do Trabalho de Cuiabá. “O Ministério Público acaba ajudando aqui. O Estado tem dificuldades na aquisição de viaturas e materiais e o MP tem apoiado e muito nas nossas ações dentro da cidade. Temos a sorte de ter dois caminhões, parte do tempo, usamos somente um. De viatura não temos o que reclamar, pois está tudo bem”, posiciona.

Instituição – A 8ª CIBM atende os municípios de Pontes e Lacerda, Comodoro, Rondolândia, Vila Bela da Santíssima Trindade, Conquista d´Oeste, Nova Lacerda, Figueirópolis d´Oeste, Jauru, Vale de São Domingos e Campos de Júlio.

Informações:
Samantha dos Anjos – Assessoria de Imprensa
(65) 99639 9715