Depois de lutar 40 dias, padre perde batalha para a Covid-19

A igreja católica perdeu mais um líder religioso nesta terça-feira (06). William Patrick Mauric, conhecido como Padre Bill, não resistiu as complicações provocadas pela Covid-19 e morreu aos 64 anos de idade.

O sacerdote, era pároco da Paróquia São José e Nossa Senhora Aparecida, em Alto Taquari, que pertence à Diocese de Rondonópolis-Guiratinga.

Padre Bill testou positivo para a doença no fim de fevereiro e naquele mesmo mês foi hospitalizado e transferido para Rondonópolis.

Depois de quarenta dias lutando pela vida, acabou perdendo a batalha para o mal do século. O religioso será sepultado em Alto Taquari.

Conforme levantamento da Agência de Notícias Primeira Hora, essa é a segunda perda da igreja, em menos de 10 dias. Em 28 de março, o bispo Dom Juventino Kestering, que se recuperava da doença, acabou sofrendo com as complicações provocadas pelo vírus e não resistiu. 

Celebrações religiosas liberadas

Mesmo com agravamento da pandemia, com hospitais a beira do colapso, o ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), librou a celebrações religiosas em todo o país. Em seu despacho, o indicado de Jair Bolsonaro cita que os estados, o Distrito Federal e os municípios se abstenham de editar ou de exigir o cumprimento de decretos ou atos administrativos locais que proíbam completamente a realização de celebrações religiosas presenciais por motivos ligados à prevenção da Covid-19.

A decisão se deu na concessão de medida liminar, a ser referendada pelo Plenário, na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 701, ajuizada pela Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure).