Delegado Claudinei solicita testes de Covid-19 para atender integrantes da Segurança Pública

Os testes de Covid-19 evitará que unidades de segurança pública sejam fechadas com a confirmação de servidores públicos com a doença

A segurança pública é uma das categorias que mantém continuidade aos serviços em atendimento à população na pandemia de Covid-19.

Com foco de proteger a integridade física dos servidores públicos deste segmento, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), em sessão plenária na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), nesta terça-feira (20), apresentou indicação sobre a necessidade de disponibilizar testes do novo coronavírus aos integrantes da segurança pública, assim que for constatado algum infectado na unidade que estiverem lotados.

A proposição foi direcionada à presidência da ALMT, Secretarias de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e de Saúde (Ses-MT) de Mato Grosso. “Os dados que obtive pela Secretaria de Saúde, foi confirmado casos de profissionais que atuam na segurança pública, sendo um da própria Sesp, cinco policiais militares e nove policiais civis. Já, a Politec e Corpo de Bombeiros Militar não tiveram servidores contaminados”, informa Claudinei.

Durante a explanação, o parlamentar expôs que uma unidade da segurança pública não pode ter as suas atividades interrompidas, quando tiver um caso confirmado de Covid-19, pois prejudicaria muito o atendimento à sociedade mato-grossense.

“A intenção é que com os testes que atenderia todos os integrantes e profissionais que atuam em Mato Grosso, continuem atendendo à população e evite novas contaminações em seu local de trabalho”, completa.

Segurança Pública

De acordo com o investigador e vice-presidente do Sindicato dos Investigadores da Polícia Civil de Mato Grosso (Sinpol – MT), Gláucio Castañon, os casos confirmados do novo coronavírus em servidores da segurança pública ocorreram em Barra dos Garça, Várzea Grande e Cuiabá.

“É importante essa iniciativa do deputado Delegado Claudinei. Tivemos que resolver juridicamente, infelizmente, para conseguir a disponibilidade dos testes. Tanto que o Sinpol ingressou com ação judicial para ver se consegue. A iniciativa política do deputado é de grande valia para este momento”, comenta.

Gláucio conta que a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) já teve a confirmação de uma escrivã com a doença e outros investigadores – que trabalham no mesmo ambiente – estão em confinamento e no aguardo do resultado do exame de Covid-19.

“A segurança pública como um todo, a gente cobra a contrapartida como o fornecimento de EPI´s (Equipamentos de Proteção Individual) e fornecimento de testes para que se efetuado o tratamento e evitar contaminar outros servidores públicos. Os policiais civis não se negam a trabalhar, a gente só precisa contar com este apoio”, explica o vice-presidente do Sinop-MT.

Pandemia

Na última atualização do Boletim Epidemiológico do Governo do Estado de Mato Grosso, já são 1.005 casos confirmados de Covid-19, com 32 óbitos.