Defeito em carro ligado à morte de ator já deixou 68 feridos nos EUA

ford focus rs é eleito carro do ano 2017 e conquista prêmio de melhor motor nos eua

Uma investigação do governo americano divulgou nesta terça-feira (28) que encontrou 68 casos de pessoas feridas e 266 acidentes relacionados ao problema de câmbio em carros Fiat Chrysler de modelo 2014 e 2015. Este mesmo defeito está ligado à morte do ator Anton Yelchin, que foi esmagado por seu Jeep Grand Cherokee na porta de casa.
As autoridades, no entanto, não incluíram a morte de Yelchin no levantamento, que não teve registros de mortes referentes a este problema até então. O incidente com o ator ainda está sendo investigado.
Anton ficou preso entre o próprio carro, que estava em recall por problema no câmbio, e uma caixa de correio de tijolos. O veículo estava em uma área inclinada e acabou atropelando o ator, em sua casa em San Fernando Valley, próximo da cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos.
A Fiat Chrysler, dona da marca Jeep, anunciou no final de abril de 2016 que retiraria mais de um milhão de veículos do mercado internacional, depois que dezenas de pessoas foram feridas por automóveis no modo "estacionamento", mas que continuavam em movimento. O recall também atinge veículos no Brasil.
Investigadores da empresa e da Administração Nacional de Segurança Viária americana descobriram casos em que motoristas desceram de seus veículos pensando que eles estavam no modo "estacionamento", quando na realidade estavam em ponto morto e com alguma marcha. Desse modo, os carros se moviam após a saída dos motoristas.
Começo da carreira aos 10 anos
Yelchin nasceu na Rússia, mas se mudou aos seis meses para os EUA. Ele estreou na televisão aos 10 anos, no seriado "Plantão médico". Aos 11, fez o filme "Lembranças de um verão" (2001), ao lado de Anthony Hopkins.
A filmografia do ator tem como destaques "Star trek" (2009), "Além da escuridão: Star trek" (2013) e "Stark Trek: Sem fronteiras" (que será lançado em julho de 2016), como o personagem Chekov.
Ele também estrelou filmes como "A hora do espanto" e "Loucamente apaixonados", ambos de 2011. Yelchin fez ainda papéis menores em "Alpha Dog" (2006) e "O Exterminador do Futuro – A Salvação" (2009).
Segundo a polícia local, não há suspeita de assassinato. A morte teria sido por acidente.