Curso de doces e compotas ajudam mulheres a garantirem renda em Rondonópolis




Em volta do fogão industrial da cozinha modelo do Núcleo Avançado de Capacitação- NAC, no Parque de Exposições, 13 participantes desvendam as receitas e os processos para fazer doces em pasta e em barra, compotas, geleias e licores. A instrutora do sistema Famato/Senar, Isabela Plens, trouxe para Rondonópolis o curso que pode mudar a vida desses participantes.

“Além de entender as vantagens de aproveitar as frutas da época, não desperdiçar o que está em casa e passando do ponto de amadurecimento, esses alunos encontraram aqui uma maneira de trabalhar em casa e fazer o orçamento da família mudar. Outra mudança é em relação à alimentação da própria família com os produtos que complementam o café da manhã ou o lanche”, explicou a instrutora Isabela Plens.

Com habilidade e as técnicas aprendidas nos três dias de curso, o tradicional enroladinho de mamão verde tomou forma nessa quarta-feira, o doce mais conhecido pelos paladares da região, ganhou destaque pela complexidade e dedicação que exige para o preparo.

Dona Eluzelena dos Santos Silva, aposentada de 74 anos, disse que é assim que busca complementar a renda da família. “Me dedico ao artesanato com a confecção de bonecas e panos de prato decorados e agora vou fazer também os doces. Tem meses que meu rendimento maior vem dessas atividades que aprendo fazendo cursos e buscando alternativas. Além de render dinheiro, me distraio e ocupo meu tempo livre para isso. Foi simplesmente maravilhoso”, disse Dona Eluzelena.

O curso foi resultado de mais uma parceria entre o Sindicato dos Produtores Rurais de Rondonópolis com o Sistema Famato/Senar.