Curitibana é suspeita de negociar venda do filho em Portugal em esquema de tráfico internacional

Picture of ric.com.br

ric.com.br

Pixabay/Ilustrativa

Curitibana é suspeita de negociar venda do filho em Portugal em esquema de tráfico internacional

A venda do filho pela Curitibana é um dos principais focos da investigação da Polícia Federal

Compartilhe:

Uma mulher de Curitiba, na capital do Paraná, está entre os suspeitos de fazer a venda do filho em um esquema de tráfico internacional. Ela é investigada pela Polícia Federal na Operação Mater Avaritia, que investiga, além do tráfico internacional de pessoas, a adoção clandestina de crianças brasileiras por europeus.

Nesta terça-feira (6) foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Curitiba e São Paulo.

Segundo a PF, uma moradora de Curitiba teria negociado a venda do filho, ainda no ventre, para um morador de Portugal. Ela teria viajado para o país para dar à luz e logo após o parto retornou ao Brasil sem a criança.

A PF informou que identificou indícios robustos de adoção clandestina, mediada por um morador de São Paulo. Além das investigações no Brasil, as autoridades de Portugal também iniciaram o processo e estão investigando todos os envolvidos no caso.

Bebê foi localizado depois de ser deixado em Portugal

O bebê deixado em Portugal foi localizado na maternidade. Ele está sob cuidados das autoridades e da rede de proteção à criança do país, conforme a PF.

A investigação teve apoio da INTERPOL e da Polícia de Portugal e continua em andamento.

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp