Criança se afoga em piscina cheia por 4 minutos e ninguém percebe; vídeo

Foto: Reprodução/Facebook/Livonia P.D



Um menino de apenas dois anos sobreviveu após se afogar na piscina de um hotel em Livonia, no estado de Michigan, nos Estado Unidos. Um vídeo divulgado pelo departamento de polícia local mostra a criança entrando na água e se afogando. Diversas pessoas estavam há poucos centímetros do menino, mas ninguém percebeu nada.

Após quatro minutos, uma menina de nove anos percebeu o movimento na água e avisou um adulto. O menino foi salvo por duas enfermeiras que fizeram massagem cardíaca até que ele voltasse a respeitar.

A criança foi socorrida e levada ao hospital. O caso aconteceu no último dia 24 de janeiro, mas só foi divulgado pela polícia na quarta-feira (12), como forma de prevenção para esse tipo de acidente. O menino se recuperou e passa bem.

“Dá arrepios quando você vê essas enfermeiras trabalhando nessa criança. São várias rodadas de RCP para trazê-la de volta”, disse Ron Taig, capitão do departamento da polícia local para o jornal britânico Mirror.

“Ele está tentando nadar. Eu acho que ele está tentando ficar em pé e ele simplesmente não consegue. Há muitas pessoas na piscina. Eles estão jogando, e acho que ele se perde na confusão”, completou o oficial na declaração.

“De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, três crianças morrem todos os dias como resultado de afogamento. De fato, o afogamento mata mais crianças de um a quatro anos do que qualquer outra coisa, exceto defeitos congênitos. Felizmente, os pais podem desempenhar um papel fundamental na proteção dos filhos de se afogarem. O Departamento de Polícia de Livonia gostaria de lembrá-lo de sempre monitorar crianças na água”, diz o texto que acompanha o vídeo divulgado pela polícia.

As duas enfermeiras, a menina de 9 anos e sua madrinha foram indicadas para o  Prêmio de Serviço Excepcional do Departamento de Polícia de Livonia. “Desde a criança que identificou o menino no fundo da piscina até as enfermeiras que entram em ação e fazem o que são treinadas para fazer, são realmente heróis”, concluiu Ron Taig.

Veja o vídeo. As imagens são fortes: