Criança com câncer tem alta após tratamento em SP e retorna para MT

Redação PH

Redação PH

ministério da saúde convoca o cidadão para que no novo ano o combate ao mosquito faça parte da rotina

Criança com câncer tem alta após tratamento em SP e retorna para MT

A família do cuiabano Guilherme Bruno Dias da Silva, de um ano, que tratava de um tipo incomum de câncer em São Paulo, retornou para Cuiabá. A criança recebeu alta no último fim de semana e continuará o tratamento na capital mato-grossense. Para comemorar o retorno de Guilherme a família da criança realizará uma festa junina, que também servirá para arrecadar dinheiro para custear alguns equipamentos médicos que o garoto precisa.

Guilherme foi diagnosticado com um câncer incomum chamado de neuroblastoma que afetou a coluna do garoto. Ele tratou a doença por 10 meses no Instituto de Tratamento do Câncer Infantil (Itaci), na capital paulista. À época, os pais do garoto deixaram o emprego em Cuiabá para acompanhar o filho.

Durante esse período em que estiveram fora de casa, amigos e parentes da família realizaram uma campanha na internet para arrecadar dinheiro para ajudar o custeio da estadia de Guilherme e dos pais no outro estado.

Liszania Francisca da Cunha Dias, mãe de Guilherme, contou que eles chegaram em Cuiabá no domingo (31) e que o filho está fazendo fisioterapia, pois o câncer fez com que o filho perdesse o movimento das pernas. Ele deve passar, nos próximos meses, por um exame de imagem para verificar o estágio da doença.

“Ele realizou três cirurgias lá [em São Paulo]. Na última delas, que aconteceu no final de março, os médicos retiraram parte do câncer que ele tinha. Atualmente ele está bem, mas tem usado alguns aparelhos médicos como um colete para a coluna e uma máquina de aspiração”, comentou a mãe.

A mãe do menino comentou que, entre os novos cuidados, Guilherme deve precisar de uma cadeira de rodas especial, que deve melhorar a postura do garoto e foi recomendada por alguns médicos do Itaci. Porém, sobre a perda do movimento das pernas, a pior sequela do garoto em todo esse processo, Liszania se diz esperançosa

“Ele tem sensibilidade [nas pernas], só os movimentos que foram bastante prejudicados. Os médicos falaram para a gente que é difícil ele voltar a andar. Mas por acreditar muito em Deus, acredito que ele possa conseguir movimentar as pernas de novo. Enquanto estivermos acompanhando ele, vamos esperar por isso”, relatou.

Liszania explicou que o filho tem um retorno marcado para janeiro do próximo ano no hospital em São Paulo e que, nessa volta para Cuiabá, ela e o marido estão tentando, aos poucos, recolocar a vida nos eixos.

“Nós podemos dizer que estamos começando tudo do zero de novo. Nós damos preferência em tudo para ele [Guilherme], por isso verificamos as coisas que ele precisa e depois vamos começar a correr atrás das nossas coisas. Meu marido já começou a procurar um emprego novo aqui e acreditamos que as coisas poderão melhorar já que estamos em casa e com todos os familiares e amigos próximos da gente”, disse.

Festa beneficente

Para ajudar na reorganização da vida da família e na compra dos equipamentos, como a cadeira de rodas, parentes e amigos dos pais de Guilherme realizarão uma festa junina beneficente no próximo sábado (6), em Cuiabá.

O evento será realizado no Rancho Raça Forte, na Rua Dom João VI, no Bairro Morada dos Nobres. Os ingressos, que estão sendo vendidos antecipadamente, custam R$ 15 e podem ser adquiridos com Rosângela Maria de Souza e Silva Campos, tia de Guilherme.

+ Acessados

Veja Também