COVID-19 – Com sistema sob pressão; Rondonópolis fica sem vaga para UTIs

Foto por: Christiano Antonucci/Secom-MT

O sistema de Saúde de Rondonópolis continua sob pressão e, de acordo, com o último boletim informativo da Covid-19, divulgado no site da prefeitura, não há vagas sobrando nas UTIs.

O novo boletim, no entanto, mostra uma nova contagem das UTIs, a cidade que até na segunda contava com 38 leitos, ontem (11) passou a ter 28, o motivo é que o Boletim passou a considerar os leitos do Pronto Atendimento como semi-intensivo. 

Com isso os 28 leitos exclusivos para a Covid 19 estão todos ocupados e ainda mais 14 pacientes em outro leitos de UTI que precisam de adaptações. 

Nesta nova metodologia há 12 leitos públicos com uma demanda de 15 pacientes e 16 privados com uma demanda de 27 pacientes; há, no entanto, uma pequena folga nos chamados leitos semi-intensivos que estão na UPA.

Pelos números informados, há 10 leitos ocupados por quatro pacientes e que resulta em seis vagas disponíveis. 

Nas enfermarias, a situação é menos tensa, no setor público tem 76 leitos, ocupados por 34 pacientes, gerando uma folga de 42 leitos. No privado, são 33 leitos para 28 pacientes restando cinco vagas. 

Rondonópolis tem 5390 casos com 205 óbito registrados.

Leia mais sobre o assunto:

COVID-19- Rondonópolis registra, em 24 horas, 92 novos casos, cinco mortes e 126 pessoas recuperadas