‘Consagração de uma década de luta’, diz advogada que viralizou em vídeo chorando com os filhos após ser aprovada em concurso para juíza

Picture of G1 SP

G1 SP

Tatiane Pucharelli Rigolim se emociona com os filhos ao ser aprovada para juíza do trabalho — Foto: Arquivo Pessoal

‘Consagração de uma década de luta’, diz advogada que viralizou em vídeo chorando com os filhos após ser aprovada em concurso para juíza

Tatiane Pucharelli Rigolim é de Osasco e tentava magistratura desde que os filhos eram pequenos. Vídeo publicado nas redes sociais, que mostra a emoção dela e dos meninos, hoje adolescentes, alcançou mais de 1 milhão de visualizações.

Compartilhe:

Uma advogada de Osasco, na Grande São Paulo, viralizou nas redes sociais depois que compartilhou um vídeo reagindo a sua aprovação como juíza do Trabalho ao lado de seus dois filhos, de 13 e 15 anos de idade. A publicação alcançou mais de 1 milhão de visualizações e 13 mil comentários.

“E hoje veio a consagração de mais de uma década de luta e dedicação diária, buscando algo que no início era um sonho aparentemente impossível. Tantas coisas e pessoas ficaram pelo caminho, tudo em nome desse sonho de me tornar juíza. E hoje esse sonho se realizou e fui aprovada como juíza do trabalho”, escreveu Tatiane Pucharelli Rigolim na legenda do vídeo.

Ao g1, Tatiane contou que o processo para alcançar a tão sonhada magistratura começou em 2010. Os dois filhos sempre a acompanharam em sua rotina desafiadora de conciliar família, estudo e trabalho.

“É uma jornada bem antiga. Em 2010, eu comecei a pesquisar como estudar para concurso e em 2013 comecei de fato. Meus filhos eram bem pequenos. Desde então, eles me viam estudar em casa porque era uma rotina que tornei diária. Agora, adolescentes, são os meus maiores incentivadores. Hoje sou divorciada, mas eles sempre me apoiaram e me ajudaram na maneira que podiam”, diz a advogada, de 44 anos.

Tatiane relata que o edital do concurso para o qual ela foi aprovada saiu em 2023. O processo envolvendo as três fases demorou cerca de 1 ano e meio até o resultado final, divulgado no dia 13 de junho.

“Em 2017 teve concurso nacional para o cargo no Tribunal Superior do Trabalho e não passei. Depois não houve mais, porém continuei estudando. Diminuí o ritmo, mas não deixei de estudar. Foi quando saiu o edital em 2023, seis anos depois, e foquei nisso, para que eu conseguisse passar”.

No dia do resultado da última etapa, o Conselho Superior da Justiça do Trabalho faz uma divulgação das notas finais pelo Youtube. Foi então que Tatiane resolveu registrar o momento que ia saber se havia sido aprovada.

“Eu nem ia filmar, mas eu tenho um professor querido que mandou uma mensagem nos grupos de que se arrependia de não ter gravado esse momento de divulgação. É um momento de muita alegria porque a gente alcança o objetivo de vida, né? Então, eu decidi filmar e colocar a transmissão via Youtube conectada na televisão para acompanharmos”.

“Eu havia preparado os meus filhos caso não desse certo. Falei que o baque ia ser grande e que ficaria sozinha por um tempo. Eles estavam muito apreensivos por mim. Mas deu certo, graças a Deus. Uma felicidade muito grande. E foi muito lindo a reação deles, eles se emocionaram muito também”.

Inspiração

A advogada diz que não imaginava a repercussão que o vídeo causou, nem mesmo que ele iria alcançar mais de um milhão de visualizações. Porém, ficou feliz com o retorno dos internautas e de poder servir de inspiração para outras mulheres.

“Muitas mulheres que são mães e que vivem uma rotina intensa me mandaram mensagens. Sempre trabalhei em período integral, acordava 4h para bater meta de estudo e ainda trabalhar no escritório. Minha felicidade foi que muita gente se inspirou. Meu sonho sempre foi a magistratura. As pessoas estão se inspirando nisso para lutar por uma vida melhor”.

Tatiane Pucharelli Rigolim com os filhos — Foto: Arquivo Pessoal

Tatiane Pucharelli Rigolim com os filhos — Foto: Arquivo Pessoal

Para quem tem sonho em alcançar a magistratura, Tatiane ressalta: “Magistratura é algo que brota na gente. Quando a gente sente esse desejo, acaba se sentindo motivada. Esse desejo, esse sonho, ele acabou ajudando a criar rotina e constância. Com o passar dos anos, a disciplina se tornou algo da rotina. Para mim, era como escovar os dentes. Eu tinha meu horário de estudo, minha prioridade”.

“Quando a gente quer muito, a gente tem que decidir por onde vai funcionar para alcançar. É uma decisão individual. Muita gente desiste porque a rotina é difícil mesmo, mas é algo que, se você vai aos poucos determinando fazer aquilo que é necessário para chegar no lugar, dá certo. Minha experiência prova isso. E a experiência de muitas pessoas”.

Advogada Tatiane Pucharelli Rigolim passou em concurso para juíza do trabalho — Foto: Arquivo Pessoal

Advogada Tatiane Pucharelli Rigolim passou em concurso para juíza do trabalho — Foto: Arquivo Pessoal

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp