Confira as 10 novas profissões para quem deseja se especializar no setor de energia

Confira as 10 novas profissões para quem deseja se especializar no setor de energia

Estudo mostra que o segmento promete crescente demanda por profissionais especializados

Atento à crescente demanda por profissionais qualificados para o setor de energia, o Ministério de Minas e Energia publicou o estudo “Profissões do Futuro na Área de Energia e Implicações para a Formação Profissional“. De acordo com o órgão, o objetivo da publicação é “sistematizar a pesquisa da demanda por formação profissional do setor produtivo e da oferta de qualificação por instituições de ensino, realizando uma análise de matchmaking com foco em ocupações futuras prioritárias na área de energia”. 

A análise foi realizada baseada em quatro frentes: geração de energias renováveis, redes inteligentes de transmissão e distribuição, mobilidade elétrica, eficiência energética e resposta da demanda.  Até 2026, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) estima a criação de aproximadamente 200 mil novos empregos diretos e indiretos somente no mercado de energia eólica.  

Uma das explicações para isso seja a necessidade de ampliar as soluções para o mercado energético brasileiro que atualmente enfrenta uma crise hídrica e uma ameaça de falta de energia. A possível criação de novos postos de trabalho encontra outra necessidade: trabalhadores especializados no ramo. “A demanda por modernização do setor requer, além de investimentos, mão de obra especializada, com foco em eficiência energética e fontes renováveis. A recente crise hídrica só confirma essa necessidade”, explica o coordenador dos cursos de Engenharia da Faculdade Anhanguera, Jads Victor Paiva dos Santos.  

Ainda segundo o levantamento, para que as transformações do setor sejam concretizadas, é necessário que também que ocorra uma estruturação na educação que forma profissionais na área. “Para concretização das transformações energéticas é fundamental o fortalecimento das capacidades das estruturas educacionais existentes, além da inserção de novos conhecimentos e habilidades nas ofertas educacionais”, aponta o material.  

Da parte do profissional, o professor Jads aconselha atenção com as mudanças e novas tendências para o ramo. “O profissional que deseja atuar nesse setor deve estar inteirado das mudanças e tendências do mercado de energia. É um novo perfil, exigindo mais competências e conhecimento em novos modelos de negócios e gestão energética”, avalia. “Certamente é um cenário promissor, com remuneração atrativa. Quem apostar nesse setor não vai se arrepender da decisão”, conclui.  

Confira, abaixo, as 10 profissões do futuro e suas formações na área de energia listadas pelo estudo do Ministério de Minas e Energia. 

  1. Gestor de Regulação e Políticas Públicas (Engenharias, Administração e Direito)
  2. Analista, Especialista e Gerente de Inteligência de Mercado (Engenharias e Economia)
  3. Especialista de Gestão Energética (Engenharias e Arquitetura)
  4. Gerente de Infraestrutura de Recarga e Instalação de Eletropostos (Engenharias: Civil, Elétrica e Automação; e Administração)
  5. Consultor de Novos Negócios (Engenharias)
  6. Engenheiro Automotivo (Engenharias: Elétrica, Mecânica, Automação e Automotiva)
  7. Especialista de Operação de Redes (Engenharias: Elétrica e de Energia)
  8. Analista e Gerente de Frotas (Engenharias: Transporte e Civil; e Administração)
  9. Analista e Gerente de Projetos (Engenharias: Elétrica, Mecânica e Automação)
  10. Desenvolvedor de Aplicações (Engenharias: Elétrica e Automação; e Computação)

Noticias Relacionadas