Concel protocola ofício na Energisa cobrando qualidade no fornecimento de energia elétrica

Energisa convoca prefeituras, comércio e indústria a apresentar projetos de economia de energia
Agência Brasil

O Conselho de Consumidores de Energia Elétrica do Estado de Mato Grosso (Concel-MT) protocolou nesta sexta-feira (22/12), na Energisa, em Cuiabá, um documento oficial solicitando melhoria no atendimento ao consumidor, assim como na qualidade do fornecimento de energia elétrica, obedecendo as normas da Resolução Normativa nº 414/2010 que estabelecem as condições gerais de distribuição de energia. Cópias do documento também foram entregues para a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos (Ager) e Ministério Público Estadual (MPE)

O assessor de Relações Institucionais da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e membro do Concel, Edvaldo Belisário, explicou que o Conselho recebe constantemente vários tipos de reclamações, dentre elas, as de maiores impactos, como a má qualidade da energia fornecida, a falta de atendimento adequado, má gestão de relacionamento com o consumidor e o descaso no atendimento de lideranças comunitárias.

Em janeiro de 2018 entra em vigor a tarifa branca, mas de acordo com Belisário o consumidor não tem informações sobre as vantagens oferecidas e o que muda na fatura com esse novo modelo de cobrança. “O que os consumidores querem é ser informados sobre o aumento na variação de consumo de energia, vantagens, o que é a fatura branca, o que muda e outros dados importantes. Essas e outras informações devem ser repassadas ao consumidor de uma forma simples e de fácil entendimento”, disse Belisário.

Produtores rurais de Mato Grosso, principalmente os da região Araguaia, estão sofrendo com as oscilações constantes de energia elétrica. Essa variação na distribuição da energia tem causado prejuízos financeiros e ainda inibe novos investimentos na região e no estado. “Recebemos constantemente demandas de produtores da região Araguaia, onde a distribuição ainda é precária dada a distância entre seus municípios”, contou Belisário.

A economia mato-grossense está concentrada na agropecuária e a atividade tende a crescer consideravelmente, necessitando, além de boa logística de transporte, um adequado fornecimento de energia elétrica.

Problemas também foram detectados na área rural de Campo Verde. As algodoeiras e indústrias de fiação têm sofrido significativamente com a má qualidade de energia e com isso o processo de produção fica prejudicado. Outra reclamação foi na demora no atendimento nas ocorrências rurais.

O representante do Concel entende que como os conjuntos elétricos não são mais separados em urbano e rural, a concessionária deixou de atender com eficiência os consumidores rurais. “Pedimos maior atenção a este setor que hoje detém modernas indústrias do agronegócio, requerendo um atendimento equivalente ao da área urbana pela sofisticação de seus equipamentos”, contou Belisário.

Outro ponto questionado no documento protocolado é a quantidade de fios e cabos ligados aos postes da rede de energia elétrica. O consumidor quer saber qual tipo de norma estabelece a liberação e instalação do excesso de cabos de internet, telefonia e televisão. “O consumidor quer saber quem autoriza tais empresas a instalarem seus cabos de forma totalmente descontrolada”, diz trecho do documento.

Na grande Cuiabá, por exemplo, em quase todos os bairros é possível observar fios expostos. O Concel afirma que o usuário não tem conhecimento se os fios estão ou não ligados à energia elétrica. “Além do péssimo visual causado, podemos citar a falta de segurança das pessoas e dos veículos que transitam nesses locais. Por descuido ou falta de informação podem sofrer algum tipo de acidente”, citou o representante do Concel.

Confira a nota da Energisa:

Nota Energisa | Notificação Concel

A Energisa esclarece que até o início da tarde de terça-feira (26) não há notificação protocolada pelo Conselho dos Consumidores de Energia Elétrica do Estado de Mato Grosso (Concel/MT) sobre questionamentos de qualidade de serviços, entre outros assuntos.

Na última semana, a Energisa convidou os membros do Concel para participar de reuniões e treinamentos, quando foi informada sobre a possibilidade da notificação. A atividade – treinamentos – faz parte da capacitação e atualização anual dos conselheiros. A empresa se coloca sempre à disposição de todos para prestar os esclarecimentos devidos.

A Energisa reafirma seu compromisso com todos os 1,3 mi de clientes do Estado, prezando por todos, independentemente da região onde moram, e com a melhoria constante da qualidade dos serviços oferecidos.