Como estão os empréstimos sem garantia no Brasil

Quem precisa de dinheiro rapidamente e não tem como comprovar renda pode recorrer a diferentes tipos de empréstimo.


O aumento no número de desempregados e de pessoas atuando como trabalhador informal no país colaborou para que mais pessoas recorressem aos empréstimos de bancos. Seja para pagar dívidas, reformar a casa ou resolver alguma urgência, como um tratamento de saúde, o empréstimo é a melhor forma de obter dinheiro rapidamente.

Entretanto, um obstáculo comum que essas pessoas encontram é como conseguir o empréstimo sem ter uma comprovação de renda. Afinal, as instituições financeiras sempre verificam a possibilidade de a pessoa pagar as prestações sem atrasos. Isso é feito, justamente, analisando sua renda mensal.

Por não ter a certeza de como a pessoa vai pagá-lo, as instituições financeiras consideram empréstimos desse tipo como de maior risco de inadimplência. Por isso, é comum que os juros cobrados sejam maiores do que em outras modalidades. É preciso ter isso em mente antes de recorrer a esse recurso.

Preparação

O primeiro passo a ser feito antes de solicitar o empréstimo é garantir que seu nome esteja limpo, sem nenhuma dívida pendente. Faça uma varredura de suas contas e certifique-se de que você se encontra livre de dívidas ou pendências. Isso aumenta suas chances de conseguir o crédito.

Para trabalhadores autônomos, é preciso comprovar que se paga as contas em dia. Concentre os recebimentos e pagamentos em apenas uma conta corrente, tirando extratos dela. Faça a declaração do Imposto de Renda e reúna as contas de energia, água e telefone pagas dentro do prazo e que estejam associadas ao seu CPF.

Antes de escolher um empréstimo, é preciso comparar as condições oferecidas pelas diferentes instituições financeiras. Além de observar o valor das parcelas e a taxa de juros, é preciso analisar, também, o CET (Custo Efetivo Total).

O CET mostrará todas as tarifas, taxas de juros e encargos envolvendo o pedido de crédito do interessado. Dessa forma, é possível saber exatamente de quanto será o gasto total com o empréstimo, o que permite um melhor planejamento. Procure sempre pelo CET de menor valor, que será mais fácil de pagar.

Conseguindo o empréstimo sem garantia

Hoje, tem se tornado mais fácil e acessível conseguir um empréstimo sem dar uma garantia. É possível recorrer às chamadas fintechs. Elas são empresas que oferecem serviços financeiros de uma forma inovadora, envolvendo menos burocracia e sendo uma opção viável para quem precisa do dinheiro.

O empréstimo pode ser feito on-line, com o dinheiro sendo disponibilizado pelas fintechs em até dois dias. As taxas são disponibilizadas para se fazer a simulação, podendo observar quanto será o montante a ser pago e em quanto tempo. Essa é uma boa opção tanto para pessoas físicas quanto para pequenos e médios empreendedores.

Tendo seu nome limpo, as fintechs disponibilizam um formulário, no qual deve ser informado o valor a ser emprestado e para qual finalidade. No caso de empresas, é preciso esclarecer se o dinheiro será utilizado para a compra de equipamentos, compra de estoque ou como capital de giro, entre outras possibilidades.

Além disso, é preciso informar também os dados pessoais, como nome completo e CPF. No caso das empresas, informações como CNPJ e faturamento mensal são exigidas. Feito isso, o empréstimo é disponibilizado sem grandes demoras.

Avalistas

Ainda há a chance do empréstimo ser autorizado com indicação de um avalista, que participará do contrato. Ele é alguém próximo ao interessado, como pais, cônjuge (casado ou em união estável) ou filhos. A comprovação de renda dessa pessoa permitirá o empréstimo, que será depositado na conta do solicitante.

Garantia

Outra possibilidade é oferecer, como garantia, algum bem material seu, como um carro ou uma casa. Dessa forma, a instituição financeira tem uma garantia maior de pagamento, uma vez que, caso isso não aconteça, ela pode tomar o bem. Obter empréstimo com garantia de bens colabora para um regime com juros mais baixos.