Comitê de crise é criado para coordenar as ações de combate à Covid-19 no Amazonas

O estado recebeu 198 cilindros de oxigênio para reforçar o atendimento aos pacientes que necessitam de suporte respiratório

O estado recebeu do Governo Federal 198 cilindros de oxigênio na terça-feira (12). - Foto: Ministério da Defesa

Em visita ao Centro Integrado de Comando e Controle do Governo do Amazonas, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou a criação de um comitê de crise no estado. O objetivo é agilizar e aumentar a eficiência das tomadas de decisões acerca das ações de combate à Covid-19.

Na terça-feira (12), o estado recebeu do Governo Federal 198 cilindros de oxigênio para reforçar o tratamento de pacientes com Covid-19 que necessitam de suporte respiratório.

Foi acordado que o Hospital Delphina Aziz, do estado, transformará um dos centros cirúrgicos em um ambulatório com capacidade para 30 leitos. No estacionamento do hospital, serão montadas duas enfermarias de campanha, sendo uma feminina e uma masculina, com 40 leitos cada.




Outras duas enfermarias do tipo também devem ser instaladas no Hospital 28 de Agosto, com quantidade de leitos ainda a definir.

Navio Doca Multipropósito Bahia

Para auxiliar o atendimento à população, Manaus receberá nos próximos dias o Navio Doca Multipropósito Bahia. A embarcação é equipada com um complexo hospitalar de 500 metros quadrados e 49 leitos, o que lhe confere grande capacidade de apoio médico. Como tem acesso direto ao convés de voo principal, o navio permite que helicópteros façam evacuações aeromédicas de urgência.

A estrutura conta ainda com duas salas de cirurgia, consultórios médicos e odontológico, laboratório de análises clínicas, sala de raio-X, centrais de oxigênio e de esterilização, leitos de unidade de queimados, de UTI, estabilização/pré-operatório, isolamento e enfermaria.

Com informações do Ministério da Saúde