Comissão debate imunidade de rebanho na pandemia de Covid-19

Sem vacina contra a Covid-19, estima-se que cerca de 70% da população precisaria se recuperar da infecção para a imunidade de rebanho acontecer naturalmente

Marc A. Hermann/MTA New York City Transit

A Comissão Externa de Enfrentamento à Covid-19 debate nesta quarta-feira (28) a imunidade de rebanho na pandemia do novo coronavírus.

A imunidade de rebanho é um conceito usado por infectologistas para definir que determinada parcela da população se torna imune a uma doença, ou seja, desenvolve anticorpos contra o agente causador da doença. As pessoas imunizadas acabam agindo como uma barreira, protegendo toda a população, mesmo aqueles que ainda não são imunes.

A imunidade de rebanho pode ocorrer de duas formas: por meio da vacina; ou
naturalmente, quando uma grande parte da população é infectada e se torna imune.




Foram convidados para discutir o assunto:

  • o diretor do Centro de Assistência Toxicológica do Hospital das Clínicas da USP, Anthony Wong;
  • a imunologista e oncologista diretora da Sociedade Brasileira de Cancerologia e da Associação Brasileira de Mulheres Médicas, Nise Yamaguchi;
  • o infectologista Paolo Zanotto;
  • o médico na Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro Alexandre Chieppe;
  • a secretária de gestão do trabalho e da educação na saúde do Ministério da Saúde, Mayra Isabel Correia Pinheira.

A reunião ocorre a partir das 9h30 por videoconferência e com transmissão interativa.