Cometa Nishimura já pode ser visto no céu; ele será visto na Terra novamente só em 435 anos

R7

R7

Cometa Nishimura já pode ser visto no céu - GERALD RHEMANN (SOB LICENÇA CREATIVE COMMONS)

Cometa Nishimura já pode ser visto no céu; ele será visto na Terra novamente só em 435 anos

Nomeado em homenagem ao fotógrafo que o descobriu, o corpo celeste passará novamente pela Terra em 2458

Cientistas descobriram um novo cometa que somente será possível ver uma vez na vida, já que a próxima vez que passará próximo da Terra será apenas em 2458, ou seja, em 435 anos. Os astrônomos dizem que o Nishimura já é visível no céu e que, a partir da madrugada desta quarta (13), fica mais fácil de observá-lo.

O corpo celeste foi identificado pelo fotógrafo Hideo Nishimura e foi nomeado em homenagem a ele. O nome significa “aldeia ocidental” em japonês, e é um sobrenome muito comum na região do nordeste do país e em Okinawa.

Viajando a impressionantes 386 mil km/h, o corpo celeste pode ser visto na direção da Lua, uma hora após o pôr do sol e uma hora antes do amanhecer.

“O cometa Halley, que causou muito interesse durante sua última visita próxima à Terra em 1986, leva 76 anos para orbitar o sistema solar. Então, dizer que esta é uma oportunidade única na vida de ver Nishimura não é um exagero”, afirmou o professor Brad Gibson, astrofísico da Universidade de Hull.

Os pesquisadores ainda não conseguiram dizer o tamanho exato do cometa, mas estimam que possa variar de algumas centenas de metros a até 3 km de diâmetro.

Embora o cometa Nishimura só volte a passar pela Terra daqui a muitos séculos, teoriza-se que ele pode ser responsável por uma chuva de meteoros, que acontece todos os anos, chamada Sigma-Hydridas sempre no mês de dezembro.

Os físicos afirmam que calcularam cuidadosamente a velocidade e a órbita da rocha, e garantiram que não há risco algum de uma possível colisão com a Terra.

+ Acessados

Veja Também