Com sintomas de H1N1, mulher pode ser a quinta vítima da doença em Rondonópolis

Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Rondonópolis - Foto: Wheverton Barros/Reprodução

Uma mulher de 38 anos morreu na tarde desta segunda-feira (17), em Rondonópolis. De acordo com a equipe médica que a atendeu, ela pode ter sido vítima de H1N1. Este é o 5º caso suspeito na cidade.

Segundo os médicos, a paciente deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no domingo (16), queixando-se de dores na cabeça e na região do tórax, além de insuficiência respiratória. Sintomas semelhantes ao da gripe, de acordo com os médicos.

Após a internação, o quadro dela se agravou e a paciente foi encaminhada para o isolamento.Na manhã de hoje, o estado da vítima se complicou ainda mais e ela foi levada para uma Unidade de Terapia Semi-intensiva, dentro da UPA.

Entretanto, ela não resistiu e morreu nesta tarde. E, diante das semelhanças, os médicos suspeitam que ela tenha sido acometida por H1N1.

A família informou que ela não tinha nenhum tipo de problema de saúde ou doença que pudesse justificar a morte.

Amostras de secreção foram coletados e encaminhados para exames específicos. O resultado deve ficar pronto em 30 dias.

Este é o 5º caso suspeito de morte em decorrência do vírus da gripe em Rondonópolis, em pouco mais de um mês.

Outros casos

No dia 27 de maio, um idoso de 64 anos, que também estava internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município, morreu. Segundo o laudo médico, ele estava com dificuldade para respirar.

Já no dia 29, uma mulher, de 44 anos, morreu na Santa Casa. Ela apresentava sintomas da doença. Um dia depois, um homem que estava internado no Hospital Regional morreu com os mesmos sintomas.

A terceira morte foi registrada no dia 30 de maio. Um homem de 44 anos, que estava internado no Hospital Regional, morreu com sintomas da doença.

Na segunda-feira da semana passada (10), uma mulher que estava internada na Santa Casa também morreu.

Todos os casos estão sendo investigados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).