Com quase 90% de leitos de UTIs lotados, MT deve endurecer medidas restritivas

Foto: Mayke Toscano/Secom-MT

 

O governador Mauro Mendes (DEM) deve anunciar ainda hoje (01) uma série de medidas para o Estado. Um áudio, atribuído a Mauro, circulou no fim de semana em grupos de WhatsApp, mostrou a preocupação do mandatário, com a situação do Estado.




Na gravação Mauro convoca os 141 prefeitos de Mato Grosso para uma reunião online e ainda afirma que medidas “um pouco diferentes” serão tomadas. “Não tem jeito, nós temos que tomar medidas um pouco diferentes. Se não teremos uma pandemia muito grave se alastrando e consequências que todo mundo está vendo”, cita o governador.

A medidas citadas serão anuncias depois conversas com todos os representantes de poderes do Estado. A primeira rodada de discussões começou no início do dia com uma reunião entre governo, secretários de Estado, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas, Ministério Público, Defensoria Pública e Assembleia Legislativa.

A segunda reunião da agenda acontece agora, com todos os prefeitos de MT e Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM).

Dados:

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (28), 250.889 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.806 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

A taxa de ocupação está em 88,96% para UTIs adulto e em 43% para enfermarias adulto. Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (53.729), Rondonópolis (19.483), Várzea Grande (15.888), Sinop (12.883), Sorriso (10.305), Tangará da Serra (9.992), Lucas do Rio Verde (9.336), Primavera do Leste (7.456), Cáceres (5.545) e Nova Mutum (5.064).