Cobra ‘zumbificada’ por fungos nos EUA é sacrificada

Atitudes estranhas do animal são resultados de uma infestação fúngica, de acordo com os especialistas

Cobras infectadas com fungo passam a se comportar como múmias: além de terem descamações na pele, elas parecem entorpecidas e não se alimentam direito (Foto: California Department of Fish and Wildlife)

Para os fãs de bizarrices científicas, 2019 está sendo um ano e tanto: após a cobra com três olhos e o caramujo “zumbi”, especialistas da Califórnia, nos Estados Unidos, encontraram a “serpente-múmia”.

De acordo com os especialistas, esse animal foi vítima de um fungo da espécie Ophidiomyces ophiodiicola. Como explicou a agência ambiental California Department of Fish and Wildlife em comunicado, quando a serpente foi infectada pelo microrganismo, ela passou a ter um comportamento bizarro.

A cobra-real californiana (Lampropeltis californiae) foi encontrada extremamente magra, com descamações na pele e entorpecida, em um local aberto e desprotegido, no qual estava vulnerável. Como o animal estava sofrendo, as autoridades optaram por sacrificá-lo, já que a doença não tem cura.

Segundo o comunicado publicado pelos especialistas, esta não é a primeira vez que uma “serpente-múmia” é observada no país. Além da Califórnia, outros 22 estados norte-americanos notificaram casos parecidos, tal como em alguns países da Europa.

Agora, a preocupação do governo é impedir que outros animais não sejam infectados. Apesar de não atingir humanos, esse fungo se propaga pelo toque. Sendo assim, se alguém entrar em contato com uma cobra infectada e depois encostar em outra serpente, por exemplo, a doença pode ser transmitida. Segundo as autoridades, a recomendação é avisar as autoridades da região assim que um animal com comportamento estranho for observado.