Ciretran de Rio Branco inaugura novo prédio com mais espaço para atendimento

mais de 158 mil veículos devem passar pela br-163 durante o réveillon

Os usuários dos seviços da 48ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Rio Branco (a 338 km de Cuiabá), ganharam mais espaço e conforto com a inauguração do novo prédio da regional nesta segunda-feira (30.10). “Agora podemos contar um atendimento amplo e a vistoria coberta, um pátio de apreensões bem maior e estacionamento para o usuário. As melhorias vão da infraestrutura ao atendimento”, disse o chefe da unidade, Neilson Custódio de Faria.

A unidade atende também os municípios de Lambari do Oeste e Salto do Céu com os serviços de habilitação e de veículos. De acordo com o presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Arnon Osny, as novas unidades recebem também mobiliários e equipamentos. Além disso, a autarquia investiu também, ao longo desses três anos, em capacitação para os servidores.

“Os investimentos estruturais estão também na área de tecnologia. Hoje o Detran tem seus serviços online disponíveis no aplicativo MT Cidadão, no site da autarquia e no site do governo, nesse sistema o cidadão pode receber seu documento em casa em qualquer cidade do estado. Em breve teremos a disponibilização dos totens de autoatendimento, que vãoampliar a capacidade de atendimento das unidades”, explica.

Também esteve presente na solenidade o secretário executivo da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Luiz Gustavo Caran, que parabenizou os servidores e a população local pela nova estrutura. “O trabalho de modernização que o Detran está desenvolvendo nas unidades desconcentradas é histórico, pois significa um extremo avançoapresentando melhorias significativas nas condições estruturais e transformando a realidade da autarquia”, afirmou.

Nos próximos meses também serão inauguradas as Ciretrans de Primavera do Leste, Canarana, Guarantã do Norte e Barra do Garças, além de outras unidades na capital.

O projeto de reestruturação dos prédios iniciou-se em 2015, a ordem de reformas segue estudo feito no início da gestão, por uma equipe técnica de servidores, que mapearam e diagnosticaram as condições das unidades da autarquia no estado. Em 2016 o planejamento de reestruturação das unidades foi apresentado ao Governador do Estado, que determinou sua execução conforme elaborado pelos servidores do órgão.