Cinco vacas mais caras do Brasil valem juntas quase R$ 55 milhões; veja ranking

Picture of G1

G1

Viatina-19 — Foto: Arquivo pessoal/Lorrany Martins Pereira de Morais

Cinco vacas mais caras do Brasil valem juntas quase R$ 55 milhões; veja ranking

Compartilhe:

Especialistas em fazer filhos de qualidade: essa é a principal característica das vacas mais caras do Brasil, que juntas são avaliadas em R$ 54.731.000. Confira nesta reportagem o top 5.

Todas as vacas no ranking são da raça Nelore e, deste modo, são muito parecidas fisicamente.

Com genéticas valiosas para o mercado de bovinos, elas carregam características como a capacidade de produção de carnes nobres.

Elas conseguem gerar centenas de filhos graças à coleta de óvulos (os oócitos) para procedimentos de fertilização in vitro (em laboratório), que geram embriões para serem implantados em outras vacas.

Em troca, elas têm direito a alguns mimos: produtos para a pele, banhos diários, dieta especial e até segurança 24 horas.

Veja a seguir quais são as 5 vacas mais caras do Brasil:

1º – Viatina-19 FIV Mara Móveis

A vaca mais valiosa do Brasil e do mundo é avaliada em R$ 20.969.000. Nascida em Goiás, em 2019, a Viatina tem uma rotina de banhos com xampu hipoalergênico, direito a “quarto” privativo, segurança 24 horas e óleo de girassol nas orelhas.

Não é à toa que ela é tão bem tratada, seu veterinário conta que os três principais aspectos que fazem a genética da vaca ser tão valiosa são:

  • beleza;
  • grande capacidade de produção de carnes nobres;
  • aprumos de qualidade, ou seja, membros (pernas) resistentes e bem formados, sem nenhum defeito.

2º – Iris 8 FIV Valônia

Iris 8 FIV Valônia  — Foto: Divulgação

Iris 8 FIV Valônia — Foto: Divulgação

O segundo lugar no ranking brasileiro é ocupado pela única vaca a ter uma filha campeã na Exposição Internacional das Raças Zebuínas (ExpoZebu) antes dos 5 anos de idade. A Iris 8 FIV Valônia é avaliada em R$ 9.600.000.

Nascida em 2016, em São Paulo, sua rotina inclui banhos com xampu especial, lixa para manutenção da pelagem, dieta especial e casqueamento uma vez por mês, um lixamento para manter os cascos em excelentes condições.

Ela tem direito, ainda, a passeios duas vezes ao dia, além de ficar solta em um piquete com grama, e a uma cocheira especial com cama de palha de arroz.

3º – Allegra FIV da RS I

Allegra FIV da RSI — Foto: Divulgação

Allegra FIV da RSI — Foto: Divulgação

Mãe de 116 bovinos, Allegra FIV da RS I é a terceira vaca mais cara do Brasil, avaliada em R$ 8.172.000. Nascida em 2016 no Mato Grosso do Sul, ela conta com acompanhamento veterinário especializado em reprodução e recebe uma ração balanceada.

Em 2018, a Allegra foi eleita a campeã da raça Nelore na maior feira agropecuária do mundo, a ExpoZebu.

4º Carina FIV do Kado

Carina FIV do Kado  — Foto: Divulgação

Carina FIV do Kado — Foto: Divulgação

Segurança particular 24 horas por dia, com câmeras vigiando o tempo todo, esse é o cuidado que a Carina FIV do Kado, quarta vaca mais cara do país precisa. Com 2 anos de idade, ela já vale R$ 8.118.000.

Existem ainda mais benefícios da vaca, que é mineira. Ela tem um tratador especial, que analisa seu esterco, troca a forragem e passeia com ela.

5º – Parla FIV AJJ

 Parla FIV AJJ — Foto: Divulgação / Nelore Gibertoni

Parla FIV AJJ — Foto: Divulgação / Nelore Gibertoni

Aos 16 anos, a Parla FIV AJJ é a quinta vaca mais cara do Brasil, valendo R$ 7.872.000. Ela é da raça Nelore PO (sigla de “puro de origem” e que indica o registro na Associação Brasileira dos Criadores de Zebu), e já foi a Grande Campeã ExpoZebu por dois anos seguidos, 2009 e 2010. Suas filhas não ficam para trás, várias delas valem, pelo menos, R$ 1 milhão cada.

Parla é paulistana e tem direito a alguns mimos: uma dieta balanceada, um piquete especial com muita sombra e banho toda semana.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp