Chuvas melhoram condições de lavouras na Argentina

Chuva acumulada de 350mm em janeiro deve diminuir produção do sul do RS



A Bolsa de Comércio de Rosario (BCR) informou nesta semana que as condições das lavouras de soja e milho da Argentina melhoraram significativamente nos últimos dias devido às chuvas nas províncias de Buenos Aires, Santa Fe, Córdoba e Entre Ríos. Essas mudanças no panorama climático fizeram com que a BCR projete produtividades altas nessas províncias durante a safra atual.

A área projetada de plantio da Bolsa de Comércio de Rosario é de 19,6 milhões de hectares de soja e 4,9 milhões de hectares de milho, afirma o blog AgroSouth News. Se as chuvas prosseguirem em ritmo forte, porém, a Argentina deve enfrentar o risco de quebra de safra.

O analista Michael Cordonnier, do site Soybean And Corn Advisor, estima que as perdas podem chegar a um milhão de hectares na soja, sendo que 450.000 hectares já estariam em "estado de emergência". Os produtores Argentinos têm ainda cinco dias em sua janela de plantio regular, mas podem ser obrigados a estender o prazo em até duas semanas em caráter emergencial, em caso de replantio.