Chefe de área de combate a fake news do TSE é exonerado após ser preso por violência doméstica

Picture of R7

R7

Tagliaferro disparou um tiro durante discussão com a mulher - Reprodução/Redes Sociais

Chefe de área de combate a fake news do TSE é exonerado após ser preso por violência doméstica

Compartilhe:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) demitiu nesta terça-feira (9) o chefe da Assessoria Especial de Enfrentamento à Desinformação da Corte, Eduardo de Oliveira Tagliaferro, após ele ter sido preso em flagrante, em São Paulo, por violência doméstica.

Tagliaferro tinha sido escolhido para ficar à frente da assessoria em agosto do ano passado.

“O Tribunal Superior Eleitoral exonerou na manhã desta terça-feira, 9 de maio, Eduardo Tagliaferro devido sua prisão em flagrante por violência doméstica e aguardará a rigorosa apuração dos fatos”, informou o TSE, em nota.

A Polícia Civil de São Paulo informou que Tagliaferro foi preso na noite de segunda-feira (8). De acordo com a corporação, ele chegou em casa alterado e ameaçou a mulher. Os dois se desentenderam e Tagliaferro chegou a disparar um tiro durante a discussão.  

Ainda segundo a Polícia Civil, a mulher correu em direção à garagem com as filhas em busca de proteção. A vítima solicitou medidas protetivas de urgência, que estão sob análise do Poder Judiciário. A arma usada por Tagliaferro foi apreendida. O caso foi registrado como violência doméstica, disparo de arma de fogo e ameaça.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp