Chacina no DF: polícia identifica corpo de jovem de 19 anos, última vítima de assassinato de família

Picture of G1

G1

Ana Beatriz Marques de Oliveira, morta em chacina de família no DF — Foto: Reprodução

Chacina no DF: polícia identifica corpo de jovem de 19 anos, última vítima de assassinato de família

Compartilhe:

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) identificou, nesta quarta-feira (25), que um dos corpos encontrados em uma cisterna é de Ana Beatriz Marques de Oliveira, de 19 anos (à direita na foto em destaque). Ela era a última vítima desaparecida no caso da chacina de uma família na capital. Com a identificação, fica confirmado que 10 pessoas da mesma família foram assassinadas.

Três suspeitos estão presos pelo crime e um quarto é procurado.

O cadáver foi encontrado na madrugada desta terça-feira (24), em uma casa abandonada em Planaltina. Os outros dois corpos localizados no mesmo local já foram identificados: são de Thiago Gabriel Belchior, marido da cabelereira Elizamar Silva, e de Cláudia Regina Marques Oliveira, mãe de Ana Beatriz e ex-esposa do pai de Thiago, Marcos Antônio Lopes, que também foi morto.

Locais onde três corpos possivelmente ligados a chacina foram encontrados, em Planaltina — Foto: TV Globo/Reprodução

Locais onde três corpos possivelmente ligados a chacina foram encontrados, em Planaltina — Foto: TV Globo/Reprodução

A identificação do último corpo foi confirmada pelo delegado Ricardo Viana, da 6ª Delegacia de Polícia, no Paranoá. De acordo com a Polícia Civil, por causa das condições em que estava o cadáver da jovem, a identificação foi feita por sequenciamento genético.

Chacina de família

Ao todo, 10 pessoas da mesma família foram mortas. Todos os corpos foram encontrados e identificados. As vítimas são:

  • Elizamar Silva, de 39 anos: cabeleireira;
  • Thiago Gabriel Belchior, de 30 anos: marido de Elizamar Silva;
  • Rafael da Silva, de 6 anos: filho de Elizamar e Thiago;
  • Rafaela da Silva, de 6 anos: filha de Elizamar e Thiago;
  • Gabriel da Silva, de 7 anos: filho de Elizamar e Thiago;
  • Marcos Antônio Lopes de Oliveira, de 54 anos: pai de Thiago e sogro de Elizamar;
  • Cláudia Regina Marques de Oliveira, de 54 anos: ex-mulher de Marcos Antônio;
  • Renata Juliene Belchior, de 52 anos: mãe de Thiago e sogra de Elizamar;
  • Gabriela Belchior, de 25 anos: irmã de Thiago e cunhada de Elizamar;
  • Ana Beatriz Marques de Oliveira, de 19 anos: filha de Cláudia e Marcos Antônio.

A investigação

Três suspeitos já foram presos por envolvimento na chacina da família: Gideon Batista de MenezesHorácio Carlos Ferreira Barbosa e Fabrício Silva Canhedo.

O primeiro trabalhava com Marcos Antônio, uma das vítimas. O delegado do caso afirma que o suspeito foi encontrado com as mãos queimadas.

O segundo confessou o crime à polícia e disse, ainda, que os assassinatos foram encomendados por duas das vítimas – Thiago Belchior e seu pai, Marcos Antônio. No entanto, posteriormente, a polícia constatou que eles também foram vítimas da chacina.

O terceiro foi preso em seguida, e seria responsável por manter parte das vítimas em cativeiro.

O quarto suspeito é Carlomam dos Santos Nogueira, que é procurado. As investigações apontam que ele conhecia as vítimas e pelo menos um dos outros suspeitos. Em um vídeo, ele aparece comemorando com um dos presos

Na noite de terça-feira, um adolescente de 17 anos foi apreendido pela Polícia Militar, suspeito de participação na chacina. Segundo a corporação, ele confessou a participação no crime. No entanto, como não havia situação de flagrante nem mandados válidos contra o rapaz, ele foi liberado. A Polícia Civil pediu à Justiça que determine a internação dele.

A principal tese, agora, é de que o crime tenha sido motivada por dinheiro. Os suspeitos moravam próximos ao sogro da cabelereira e sabiam que a família tinha recebido quantias de dinheiro recentemente.

O crime

A cabeleireira Elizamar da Silva, de 39 anos, e os três filhos pequenos sumiram no dia 12 de janeiro. No dia seguinte, o veículo dela foi encontrado com os quatro corpos queimados dentro, perto de Cristalina (GO), no Entorno do DF. O marido dela, Thiago Belchior, também desapareceu.

Três dias depois, familiares reportaram o desaparecimento de mais três pessoas da família: o pai, a mãe e uma irmã de Thiago – respectivamente Marcos Antônio Lopes de Oliveira, Renata Juliene Belchior, e Gabriela Belchior.

O carro de Marcos Antônio, sogro de Elizamar, foi encontrado carbonizado com dois corpos dentro, no fim de semana do desaparecimento da família. Posteriormente, as investigações confirmaram que eles eram de Renata Juliene Belchior e Gabriela Belchior.

Por fim, a ex-mulher de Marcos e a filha deles – Claudia Regina Marques de Oliveira e Ana Beatriz Marques de Oliveira – também desapareceram.

O corpo de Marcos Antônio foi encontrado enterrado e esquartejado perto da casa usada como cativeiro pelos criminosos, em Planaltina. Na terça, foram encontrados os três últimos corpos, que foram identificados como os das três vítimas restantes: Thiago Belchior, Claudia Regina Marques e Ana Beatriz Marques.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp