CGE e Sefaz afastam agentes de tributos investigados por suposto recebimento de propina

sinfra pavimenta mt-336 e leva asfalto para santo antônio do leste



A Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) e a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT) afastaram do cargo os três agentes de tributos estaduais presos no dia 03 de maio, pela Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), durante a Operação Zaqueus. A medida consta naPortaria n. 197/2017/CGE-COR/Sefaz, publicada no Diário Oficial do Estado disponibilizado nesta quinta-feira (11.05).

O afastamento, por 60 dias, visa impedir eventual interferência dos servidores nas investigações sobre a irregular redução de valores de autuação tributária à empresa Caramuru em troca do suposto recebimento de vantagens indevidas.

Durante os 60 dias, o servidor solto e os que eventualmente forem colocados em liberdade no período deverão cumprir integralmente o horário de trabalho na Escola de Governo, sem prejuízo da remuneração do cargo, conforme prevê a legislação. Entretanto, no período do cumprimento da prisão preventiva, a remuneração será descontada em 1/3 (um terço).