Centro POP recebe “Moção de Aplausos” por excelência no atendimento a população de rua

Assessoria

O vereador Jailton do Pesque Pague (PSDB), entregou nesta quarta-feira (11), durante a realização da 145ª Sessão Ordinária do Poder legislativo, uma Moção de Aplausos aos servidores do Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua, ou simplesmente: CENTRO POP.

O Centro Pop, existe desde 2014, e é uma instituição ligada e mantida pela Secretaria de Promoção e Assistência Social do Município. Ele exerce um importante papel de acolhimento e atendimento social de pessoas em situação de rua, que vão desde, dependentes químicos (álcool e droga), migrantes, e indivíduos com algum tipo de transtorno mental que estejam em situação de rua.

Segundo a coordenadora, Cristiane dos Santos Ponce, são 12 servidores divididos em dois grupos de atuação: o primeiro atende diretamente as pessoas que procuram diariamente o Centro Pop, e, o segundo grupo que visita os locais onde estas pessoas costumam permanecer, realizando triagens e encaminhamentos para atendimento médico especializado com consultas agendadas.

Conforme a coordenadora, apenas nesse ano, 286 pessoas (migrantes) foram assistidas e encaminhadas para suas cidades de origem, com o apoio da prefeitura, via secretaria de promoção social.

Outras cinco pessoas portadoras de transtornos mentais receberam atendimento especializado e foram submetidas a internação médica compulsória para recebimento de assistência especializada.

Mensalmente o Centro POP atende em média 120 pessoas, que procuram a estrutura da unidade para se higienizarem (tomar banho), lavar suas roupas e até receber alimentos.

Para a coordenadora Cristiane, esse reconhecimento público por parte do vereador, com o aval do plenário da Câmara Municipal, é muito importante, “porque demonstra que os trabalhos estão sendo bem executados e atingido os objetivos propostos. Nós ficamos muito honrados e agradecidos, e esperamos no futuro poder continuar a contar com o apoio dos vereadores, para ampliar e melhorar o atendimento a essas pessoas tão necessitadas e excluídas socialmente”, externou.