CBF recebe homenagem da Presidência da República no Dia Nacional do Futebol

Solenidade promovida pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania promoveu série de homenagens a grandes nomes do futebol brasileiro

CBF recebe homenagem da Presidência da República no Dia Nacional do Futebol
Lucas Figueiredo/CBF

A data desta sexta-feira é especial. Neste 19 de julho é comemorado o Dia Nacional do Futebol. A Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania promoveu uma solenidade especial em Brasília (DF) para celebrar o dia. A CBF fez parte do evento, com a participação do Secretário-Geral, Walter Feldman, e foi homenageada pelo Presidente da República Federativa do Brasil, Jair Bolsonaro.

A Confederação Brasileira de Futebol teve o trabalho desenvolvido ao longo dos últimos anos reconhecido no discurso de Bolsonaro. A conquista da Copa América 2019 pela Seleção Masculina Principal e o desempenho da Seleção Feminina Principal na Copa do Mundo 2019 também foram exaltados pelas autoridades presentes. Walter Feldman recebeu do Presidente da República uma placa, um diploma pelas eméritas conquistas e contribuições ao futebol brasileiro e retribuiu a homenagem o presenteando com uma camisa da Seleção Brasileira.

– É um dia histórico e simbólico. É a primeira vez, nesta dimensão, que o Governo, como um todo, através do próprio Presidente e seus Ministros e Secretários ligados ao esporte, fez uma homenagem aos ídolos do passado das nossas Seleções vencedoras, mas também homenageia instituições que comandam o futebol brasileiro, particularmente a CBF. Um tratamento exemplar, respeitoso e reconhecedor de tudo aquilo que foi feito. Isso mostra que a boa relação institucional pode fazer tudo para que o futebol brasileiro seja cada vez maior – declarou Walter Feldman.

A cerimônia foi conduzida pelo Secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, Ronaldo Lima. Além dele, sentaram à mesa central o Presidente Jair Bolsonaro, Walter Feldman, o Ministro da Cidadania, Osmar Terra, o Ministro substituto da Mulher, Família e Direitos Humanos, Sergio Carraza, o Secretário Especial de Esporte, Décio Brasil, e o bicampeão mundial com a Seleção Brasileira em 1958 e 1962, Pepe.

Conhecido como Canhão da Vila, o ídolo do Santos foi reverenciado no palco e bastante festejado por Bolsonaro, que o colocou no centro da mesa e brincou dizendo: “Ele é o presidente hoje!”. Também foram homenageados o tetracampeão mundial (1958, 1962, 1970 e 1994) Zagallo, representado pelo filho Paulo Zagallo, o campeão mundial em 1994, Mauro Silva, o campeão mundial em 2002 Lúcio, o campeão mundial em 1970 Jairzinho, a lateral-esquerda da Seleção Brasileira Feminina e do Corinthians, Tamires, e a ex-capitã da Seleção Brasileira Feminina, Aline Pellegrino.

– O esporte é importante porque nós temos de ter um corpo são para ter uma mente sã. No que for possível, é a ideia do Ministro Osmar (Terra), voltar com o esporte nas escolas. Eu mesmo desenvolvi o esporte lá em Eldorado Paulista (SP), no grupo e depois no Ginásio, e o esporte tira, evita e previne a questão das drogas e é muito importante – destacou o Presidente Bolsonaro.

Fundado em 19 de julho de 1900, o Sport Club Rio Grande teve um aniversário de 119 anos bastante especial. Através do conselheiro Cecílio Sepúlveda Teixeira, o time foi homenageado na cerimônia em Brasília por ter sido o primeiro clube de futebol fundado no país. O evento também contou com a presença de presidentes de Federações Estaduais e de clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro.