Casos de dengue, zika e chikungunya caem até 84% no 1º trimestre deste ano em MT

No mesmo período de 2020, foram registrados mais de 24 mil casos de dengue e, em 2021, 7.207.

Foto: Agência Brasil

O número de casos de dengue, zika e chikungunya teve queda de até 84% em Mato Grosso, na comparação do primeiro trimestre de 2020 com o mesmo período deste ano, mas apesar dessa boa notícia, ainda tem muito trabalho a ser feito para acabar com os focos do mosquito Aedes aegypti que transmite as três doenças.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, foram notificados mais de 24 mil casos de dengue em 2020. já em 2021, houve redução de 70%. Foram 7.207 casos.

O número de casos notificados da doença da zika em 2020 foi de 310 e em 2021 esse número caiu para 62 casos. A redução foi de 80%.

Já os casos de chikungunya, em 2020, foram 481 casos contra 77 em 2021, com uma variação de 84%.

Também houve diminuição do número de mortes causadas pela dengue. Nos três primeiros meses do ano passado, foram confirmados 13 óbitos e neste ano, no mesmo período, foram quatro mortes. A subnotificação dos casos da doença é um dos fatores dessa redução.

Em Cuiabá, a tecnologia ajudou no trabalho e também na melhora das estatísticas. A secretaria de Saúde de Cuiabá, Ozenira Félix, atribui os dados da queda a capacitação dos funcionários.