Câmara mantém restrições e deve realizar plenário virtual pela primeira vez na história do Poder Legislativo de Rondonópolis




A Câmara de Vereadores de Rondonópolis deve realizar nesta quarta-feira (25) mais um sessão com restrições de público e com número de servidores reduzido em razão da pandemia do coronavírus.

No entanto, os vereadores na sessão do dia primeiro de abril devem, pela primeira vez, na história do parlamento rondonopolitano, utilizarem a metodologia do plenário virtual. 

O secretário de Comunicação da Câmara, Hermélio Silva, explicou que para a realização do plenário virtual, parte dos vereadores poderão ficar na sala de imprensa, onde a sessão será transmitida, e outra parte terá condições de acompanhar e participar de casa. 

A sessão virtual deverá ainda utilizar a plataforma do Facebook. 

A Câmara conta com pelo menos dois vereadores com mais de 60 anos, Jailton do Pesque Pague e Hélio Pichioni, que teoricamente estariam no grupo de risco do coronavírus. 

Na sessão de amanhã, os vereadores deverão se reunir no auditório da Uramb, já que o plenário Ulysses Guimarães está passando por reformas.