Calouro supera veterano tetracampeão em final do HOP Open de Tennis

Bryan Vieira e Pietra Nunes foram os principais campeões do torneio; nesse torneio não foi realizada a 1ª Classe Pro

Bryan Vieira (de troféu na mão - foto do acervo pessoal do tenista) - Sagrou-se campeão do segundo torneio do Circuito Mato-grossense de Tênis 2021

Depois anos sem competir e pela primeira vez no Circuito Mato-grossense de Tênis, Bryan Vieira, 24 anos, teve uma ótima largada ao superar o tetracampeão do ranking estadual, Givanildo Almeida, de 59 anos, na final do Hop Open de Tennis, na categoria 1ª Classe, nesse último domingo (16.05), na Ace Tênis, em Primavera do Leste, e faturar o troféu da rodada. E, na principal categoria feminina, Pietra Nunes fica com o troféu de campeã para Primavera do Leste.

Bryan Felipe Vieira (o calouro), de 24 anos, natural de Camboriú (SC) e residente em Cuiabá, um professor de tênis nos condomínios Florais dos Lagos e Florais Cuiabá, sagrou-se campeão do torneio ao vencer o tetracampeão do ranking estadual e professor de tênis, Givanildo Almeida (o veterano) por dois sets a zero e placar parcial de 5/7 e 2/6. E, segundo Bryan, a motivação para voltar a competir teve origem no incentivo de amigos e alunos.

“Após muito tempo sem jogar torneios, decidi voltar aos poucos por incentivo de alguns amigos e alunos e achei o resultado excelente. Já disputei torneios na época de infanto-juvenil lá em Santa Catarina. Até participei de nacionais como Copa Guga e Banana Bowl. Então participar desse torneio foi uma grande porta para sensações que não sentia há um bom tempo. Deu frio na barriga e senti a pressão de jogo e a importância de se estar com ritmo”, disse Bryan Vieira.




Do outro lado, Givanildo Almeida, 59 anos, natural de Catolé do Rocha (PB) e residente em Cuiabá, um professor de tênis na academia Tennis Company, ficou no 2º lugar do HOP Open de Tennis. Ele foi campeão no torneio anterior, no EMHA Open de Tênis, e, além disso, carrega o título de tetracampeão (2020, 2019, 2018 e 2017) do ranking na 1ª Classe do Circuito Mato-grossense de Tênis, título dado a quem obtém a melhor soma de resultados a cada ano.

“Agradeço por jogar tênis com essa turma. Farei 59 anos e tenho como objetivo continuar a praticar tênis, continuar a tentar conquistar mais títulos e continuar a superar minha idade. Minha maior vitória é ainda conseguir jogar tênis de alto nível com a idade que tenho. Nos últimos quatro torneios que participei, eu venci três e fui vice-campeão de um”, conta o tetracampeão de MT, Givanildo Almeida.

Para o diretor do HOP Open de Tennis e proprietário da Ace Tênis, Pedro Nunes, os dois maiores agradecimentos são para Deus e para o patrocinador master, o HOP (Hospital de Olhos de Primavera). Segundo ele, é naturalmente difícil conseguir patrocinador em circunstâncias normais e isso se torna ainda mais dificultoso em tempos de pandemia Covid-19. O que torna super louvável o ato de uma empresa em tirar dinheiro do caixa para promover a saúde das pessoas.

Campeões Por Categoria:
1ª Classe Feminina
Campeã – Pietra Nunes
Finalista – Maria do Carmo Mendes
2ª Classe Feminina
Campeã – Ariela Uemura
Finalista – Juliana Duarte
3 ª Classe Feminina
Campeã – Manuela Maia
Finalista – Eva Souza
Iniciante Feminino
Campeã – Laissa Guimarães
Finalista – Maria Vitória Matlé
1ª Classe Masculina
Campeão – Bryan Vieira
Finalista – Givanildo Almeida
2ª Classe Masculina
Campeão – Flávio Silva
Finalista – Renato Hatakayma
2ª Classe +34
Campeão – Renato Hatakayma
Finalista – Rogério Oliveira
3ª Classe Masculina
Campeão – Carlos Garcia
Finalista – Antony Moraes
4ª Classe Masculina
Campeão – Tiago Bedin
Finalista – Paulo Marafon
5ª Classe Masculina
Campeão – Tober Pavan
Finalista – Tulio Bonfin
Iniciante Masculino
Campeão – Fernando
Finalista – Cesar Cabriote

Próximos Torneios
Etapa – Cuiabá Tênis Clube, de 14 a 20/06, em Cuiabá;
Etapa – Seven Academia, de 30/06 a 04/07, em Nova Mutum.