“Cadê o depósito de R$ 4,2 mi anunciado pela Prefeitura de Rondonópolis à Santa Casa?”, questiona Deputado Claudinei

A gestão municipal anunciou que faria o depósito do valor de cerca de R$ 4,2 milhões nesta sexta-feira e, até o momento, não foi realizado

Deputado Claudinei protocolou ofícios com as gestões estadual e de Rondonópolis para regularizar a situação do hospital com urgência

Após o anúncio da Prefeitura de Rondonópolis em realizar o repasse financeiro de aproximadamente R$ 4,2 milhões dos serviços prestados pela Santa Casa de Misericórdia, nesta sexta-feira (5), a superintendente da instituição filantrópica, Bianca Franco, informou ao deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), que não foi efetivado o depósito do referido valor, conforme acordado com a gestão municipal.

De acordo com Bianca, a instituição entrou em consenso administrativo com a prefeitura para que fosse feito o devido repasse financeiro, na última quinta-feira (4). “Hoje, nós temos R$ 1 milhão de compras em aberto, aguardando o pagamento da prefeitura para poder abastecer o hospital. Essas compras se forem pagas e autorizadas hoje, elas chegam aqui, só daqui 15 dias. Então, precisávamos autorizar essas compras agora pela manhã. Eu tinha combinado, era para ter saído nesta manhã com eles, por esses motivos”, explica a superintendente.

Ela acrescenta que também é preciso fazer o pagamento dos colaboradores. “Além de R$ 1 milhão de compras em atraso, temos que pagar R$ 1,6 milhão de funcionários e os médicos que temos que pagar hoje. Este valor tinha que ter sido depositado até o meio-dia. Só caiu o valor de R$ 260 mil dos R$ 4,2 milhões”, indigna Bianca.




Ao ser posicionado pela situação, Claudinei reconhece que há muitos anos, a Santa Casa sofre com os atrasos nos repasses dos pagamentos. “Todo ano está com saldo negativo e precisa fazer empréstimos no banco para que não recaia na população que necessita de atendimento. Sem contar que a instituição atende 19 municípios das regiões sul e sudeste de Mato Grosso. Não é só Rondonópolis”, frisa o parlamentar.

O deputado acrescenta que não entende o motivo da gestão municipal ficar retendo os valores para Santa Casa. “Cadê o depósito de R$ 4,2 milhões anunciado pela Prefeitura de Rondonópolis à Santa Casa? Não teve nenhum adiantamento até o momento. Já foi conferido e auditado toda a documentação, então já era para ter sido liberado o recurso há muito tempo. Isso não é adiantamento e, sim, atraso”, ressalva Claudinei.

Protocolo – Nesta terça-feira (2), com o avanço da pandemia de Covid-19 e quase 90% de ocupação dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o deputado Claudinei encaminhou e protocolou ofícios para o secretário de Saúde de Mato Grosso (SES), Gilberto Figueiredo, e ao prefeito municipal, José Carlos do Pátio (SD), em caráter de urgência, para a regularização dos pagamentos em atrasos para a Santa Casa de Rondonópolis que equivale a R$ 5 milhões de reais.

Ofício do deputado enviado à Prefeitura de Rondonópolis

Entidade – A Santa Casa Rondonópolis oferece serviços de atendimento adulto e infantil e realiza diversos tipos de cirurgias e de diagnóstico (raio-x, tomografia e ultrassonografia). Vale ressaltar que na região sul de Mato Grosso, dos 49 leitos de UTI Covid-19 contratualizados com o governo estadual, 20 leitos pertencem a essa instituição filantrópica.

Informações:
Samantha dos Anjos – Assessoria de Imprensa
(65) 99639 9715