BR-163: Operação Clima Tempo chama atenção para primeiras chuvas na rodovia

Em casos de pista molhada, os riscos de acidentes aumentam e o cuidado na direção deve ser redobrado

As primeiras chuvas começam a ser registradas na BR-163/364 e, quando o assunto é pista molhada, a atenção do motorista deve ser redobrada. A combinação de asfalto escorregadio com imprudência, potencializa os riscos de acidentes na rodovia, principalmente neste primeiro momento.

Diante desta realidade, a Concessionária Rota do Oeste inicia a Operação Clima Tempo nesta sexta-feira (23.10), ação que perdura por todo o período chuvoso do ano. A medida consiste na atuação estratégica, em pontos com histórico de ocorrências no período do ano em que as chuvas são intensas, além de reforçar aos motoristas a importância da segurança viária em pista molhada.

O gerente de Operações da Rota do Oeste, Wilson Ferreira, explica as primeiras chuvas na rodovia merecem atenção redobrada, pois o asfalto costuma ficar mais escorregadio neste momento, se comparado aos outros meses de chuva.




Ele acrescenta que o motivo está na combinação da água com a quantidade de material oleoso que fica acumulado na pista com o passar do tempo. Ferreira lembra que o período de estiagem este ano foi mais intenso, o que pode impactar nas condições da rodovia. “Ficamos muito tempo sem chuva, então o acúmulo de resíduos oleosos foi ainda maior”, comenta.

A principal orientação para quem vai viajar nos próximos dias é, quando a via estiver molhada, reduzir da velocidade em 50% do limite permitido na rodovia. “Os motoristas tendem a perder o costume de viajar com o tempo fechado e é preciso entender que não é a mesma coisa”, lembra Ferreira. Além do pavimento escorregadio (especialmente sobre as faixas de sinalização que são pintadas nas vias), o tempo chuvoso também compromete a visibilidade do condutor. Neste caso, a orientação é parar em local seguro até o tempo melhorar.

A Concessionária ressalta ainda que o motorista deve verificar o veículo antes de iniciar a viagem. Isso porque alguns itens, que são acionados com menos frequência no período seco, podem falhar no momento da chuva. “Limpadores de para-brisas, a água no reservatório dos limpadores, freios, possibilidade de infiltração nos faróis, são alguns itens que devem ser vistos antes de ‘pegar a estrada’”, explica o gerente de Operações.

A frente de atuação do Clima Tempo conta com uma estratégia semelhante à utilizada no período de queimadas. O trecho sob concessão da BR-163/364, que vai de Itiquira à Sinop foi mapeado para a identificação dos locais onde há um aumento de ocorrências neste período do ano. “Nós identificamos as ‘zonas quentes’, que são aqueles locais onde a atenção precisa ser maior”.

Com estrutura ordenada, todo o aparato operacional da Concessionária estará posicionado estrategicamente para atender os usuários de forma satisfatória, em todo o trecho concessionado. Os Painéis de Mensagens Variáveis (PMVs) indicam os pontos com chuva e as condições de tráfego pela rodovia. O trecho conta ainda com sinalizadores e cones, chamando a atenção para o risco da pista molhada.

Para conferir as condições de tráfego na rodovia, o usuário pode entrar em contato pelo 0800 065 0163 a qualquer dia e horário da semana. Pelas redes sociais (@rotadooeste) e pelo site da empresa, é possível acompanhar os boletins diários que informam a presença de chuvas e os trechos em obras, com a necessidade de alguma intervenção no fluxo de veículos.