BMW X1 fica com mais cara de SUV na segunda geração

bmw x1 fica com mais cara de suv na segunda geração

A BMW mostrou nesta quarta-feira (3) a segunda geração do X1, que ficou com mais cara de utilitário esportivo, e menos de perua. De acordo com a fabricante, o novo modelo é 53 milímetros mais alto, com isso a posição do motorista também subiu 36 mm e a dos passageiros de trás foi elevada em 64 mm.
Além das novas medidas, o X1 ganhou mais tecnologia. Pela primeira vez, o SUV poderá ser equipado com head-up display, que projeta informações para o motorista no vidro do para-brisa, e outros sistemas preventivos de segurança, como assistente de mudança de faixa e frenagem automática.
O coração do X1 também mudou, com uma nova família de motores que vão de 150 a 231 cavalos de potência, aliados a novas transmissões (manual de 6 marchas ou automática de 8 velocidades).
Na nova geração, o X1 usa a plataforma UKL, já presente nas minivans Série 2 Active Tourer e Gran Tourer e no Mini hatch. Com isto, o utilitário esportivo passa a ter tração dianteira, não mais traseira, nas versões que não possuem tração nas 4 rodas.
BMW X1 antes (acima) e depois (abaixo) (Foto: Divulgação)
Em testes no Brasil
A BMW começou a produzir o X1 na fábrica de Araquari (SC) em novembro de 2014, com motor 2.0 turbo flex de 184 cavalos. Para não ficar muito atrás na renovação, a nova geração já é testada no Brasil e foi flagrada por um leitor do G1.
De acordo com a BMW, a novidade será lançada na Europa apenas em outubro deste ano, logo depois do Salão do Automóvel de Frankfurt. A previsão de quando o X1 renovado estará disponível no Brasil não foi divulgada.
BMW X1 antes (acima) e depois (abaixo) (Foto: Divulgação)