Audiência Pública vai debater alterações no Código de Processo Penal

Delegado Claudinei alerta sobre casos de suicídios entre integrantes da Segurança Pública

Audiência Pública vai debater alterações no Código de Processo Penal

Com o objetivo de discutir o projeto de Lei n°8.045/2010, que altera o Código de Processo Penal (CPP), no que tange as alterações da matéria Inquérito Policial, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso e a Câmara Federal realizam, em conjunto, uma audiência pública para debater o tema no próximo dia 30 de setembro, às 19h, no auditório Milton Figueiredo do Poder Legislativo mato-grossense.

O evento foi requerido pelo deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) em parceria com o deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, o Emanuelzinho (PTB), que é relator-parcial do projeto de lei 8.045/2010, na matéria que versa sobre Inquérito Policial.

Entre os convidados da audiência pública está o vice-presidente parlamentar da Adepol, Rodolfo Queiroz Laterza , Vice Presidente Parlamentar da Associação dos Delegados de Polícia do Brasil (Adepol-Brasil) e diretor da Federação Nacional dos Delegados de Polícia Civil- (Fendepol), que vai explanar sobre o tema. Além do representante da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, Jean Marco Paccola e a presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia de Mato Grosso (Sindepol-MT), Maria Alice Barros Martins Amorim e representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, secção Mato Grosso (OAB-MT) e do Ministério Público Estadual (MPE).

“O inquérito policial esteve presente em várias fases de nossa história e sempre teve que se adaptar, agregando características que o compatibilizassem com a realidade vigente. Por esta razão, o tema se mostra de crucial importância, uma vez que é no inquérito policial que se materializa a investigação criminal, sendo outros procedimentos investigatórios exceção, e não a regra. A ideia é aperfeiçoar os regramentos, já que esse instrumento jurídico é muito antigo e se encontra defasado”, justifica Delegado Claudinei.

Para o deputado federal Emanuelzinho, o CPP é um dos institutos mais importantes do ordenamento jurídico brasileiro, que precisa ser aperfeiçoado, trazendo os desafios modernos que o Direito Contemporâneo tem enfrentado. “Vamos discutir temas como audiência de custódia e estabelecer eficazmente as competências do Inquérito Policial, do Ministério Público, os momentos em que o advogado terá direito a acesso a defesa, ao contraditório e a ampla defesa. Além do juiz de garantias para que evite a contaminação do processo na fase de instrução”, explica Emanuelzinho.

PROJETO DE LEI 8.045/2010 – A propositura trata de alterações do Código de Processo Penal, datado de 1941 e que nos seus quase 80 anos de vigência, teve algumas alterações pontuais e inúmeros artigos já revogados. O projeto foi apresentado em 2010, no Senado Federal, pelo então senador José Sarney, e visa uma reforma total do CPP brasileiro, a fim de torná-lo célere, eficiente e adequado à Constituição Brasileira de 1988.

+ Acessados

Veja Também