Audiência discute nesta segunda instalação de Batalhão ou Companhia da PM na Vila Operária em Rondonópolis

O evento foi requerido pelo deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) e será realizado na próxima segunda-feira (25)

Delegado Claudinei alerta sobre casos de suicídios entre integrantes da Segurança Pública

Na próxima segunda-feira (25), uma audiência pública será realizada a partir das 19h, no salão paroquial da Igreja São José Operário, no bairro Vila Operária, em Rondonópolis, para discutir a instalação de um Batalhão ou uma Companhia Independente da Polícia Militar na região. A solicitação do evento foi feita pelo deputado estadual Delegado Claudinei (PSL).

“São aproximadamente 70 mil moradores na região que abrange 110 bairros e que não têm à disposição um batalhão ou uma companhia da polícia. Por isso, vemos a necessidade de abrir a discussão, junto às autoridades e comunidade, que pede mais segurança pública e quer a polícia mais presente na região”, justifica o parlamentar.

De acordo o deputado, é de conhecimento geral que existe um antigo prédio na região, inaugurado em 2001, em que, nos dias de hoje, tem apenas duas salas estão sendo utilizadas. A primeira pelo Conselho de Segurança e, a segunda, como apoio para a Polícia Militar. Ambas funcionando em condições precárias.

Ainda conforme o portal da Polícia Militar de Mato Grosso, em 2017, foi criada a 17ª Cia Independente na região Vila Operária, que deveria, a princípio, ser composta por 35 militares, com previsão de aumentar em mais 100% este efetivo, podendo chegar a 80 policiais.  Além de quatro viaturas disponibilizadas.

“Porém, a realidade atual é de três viaturas disponíveis para atender a região, com um efetivo de apenas seis policiais. Queremos discutir a pauta em busca de soluções para que, de fato, essa companhia seja instalada. E, no futuro, a construção de um Batalhão de Polícia Militar”, afirma o deputado Claudinei.

Indicação – Neste ano, o deputado Delegado Claudinei chegou a fazer a Indicação nº 4668/2019, que apontou ao governo do estado, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), a necessidade de realizar retomada do funcionamento da Companhia Independente da Polícia Militar, localizada na Vila Operária.