Assistido pela ATeG do Senar-MT produtor comemora mudanças na propriedade

Assistência Técnica e Gerencial (ATeG)

Há 15 anos, Cleumir Gomes da Silva e a família são responsáveis por um hectare de hortaliças no município de Tangará da Serra, mas a produção somente começou a melhorar há dois anos, quando a propriedade passou a ser atendida pela Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT).

Desde 2018, o produtor recebe orientações dos técnicos de campo da ATeG, do Senar-MT. O objetivo é melhorar os resultados do seu negócio que consiste na produção de alface, rúcula, cebolinha, salsinha, coentro, almeirão, couve, brócolis, quiabo, dentre outros.

“Com o apoio do Senar-MT cresceu bastante a produção. A horta desenvolveu e o sistema de adubação orgânico melhorou a qualidade da salada, sem contar que a nossa renda mensal dobrou”.

Ele contou ainda que a horta agora está sempre limpa, livre de plantas e ervas daninhas. “É muito gratificante ver a mudança”. O produtor faz questão de ressaltar que os ajustes no manejo da propriedade contribuíram muito para ter um produto com mais qualidade.

A atividade faz parte do Programa Senar Tec Horticultura, uma das cinco frentes de trabalho desenvolvidas pela ATeG, no Estado. Em Tangará da Serra, são assistidas 30 propriedades de fruticultura e outras 30 de olericultura.

As ações são desenvolvidas em parceria com o Sindicato Rural de Tangará da Serra, a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer – MT), Secretaria de Agricultura da Prefeitura Municipal e Associação dos Engenheiros Agrônomos de Tangará da Serra (AEATS).

Neste período de pandemia, o acompanhamento dos produtores que fazem parte do Senar Tec Horticultura, está sendo feito de forma remota. Os técnicos estão em contato com os produtores vai whatsapp, telefone e até por webconferência.