Assinantes de TV paga do Norte e do Centro-Oeste receberão alertas

Avisos de desastres já são enviados para Sul, Sudeste e Alagoas

Senado pode mudar regras para TV paga e online; entenda a polêmica
Valter Campanato/Agência Brasil

Clientes de TV por Assinatura de 11 estados do Norte e do Centro-Oeste receberão mensagens de alerta partir de segunda-feira (18). Os avisos informarão a possibilidade de desastres como alagamentos, enxurradas, deslizamentos de terra, vendavais, chuvas de granizo, entre outros.

O projeto é coordenado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em conjunto com as prestadoras de TV por Assinatura e os órgãos vinculados à Defesa Civil, representados pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad).

A decisão sobre o envio dos alertas e os respectivos conteúdos são de responsabilidade do Cenad e da Defesa Civil dos estados e municípios. As prestadoras são responsáveis pela disponibilização do meio (ferramenta) que viabiliza o envio dos alertas.

O recurso já está disponível aos assinantes das empresas Claro (NET), NossaTV, Oi, Sky e Vivo, nos estados de Alagoas, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo.

Até o fim do ano, o sistema funcionará em todo o país. Pelo cronograma da Anatel, a Região Nordeste (Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe) terá o serviço a partir de 12 de dezembro.

Pop-up

O cliente de TV por Assinatura receberá a mensagem de alerta em formato de pop-up (imagem sobreposta à tela) com tempo de exposição de 10 segundos, com opção de o assinante fechar o pop-up se desejar.

O assinante não precisa cadastrar-se para receber as notificações de emergência pela TV paga. A Anatel esclarece que não é possível bloquear o recebimento das mensagens.

Os usuários serão informados sobre o início das notificações por meio da mídia e, também, pelo envio de mensagens pop-up com os dizeres: “DEFESA CIVIL: agora os ALERTAS de RISCO estão na sua TV. Fique ligado!”

SMS

Segundo a Anatel, a notificação de desastres naturais por meio da TV por Assinatura é complementar ao encaminhamento de alertas por mensagem de texto (SMS), para as ocorrências mais graves.

O projeto de nacionalização do envio de alertas de emergência via SMS foi concluído em 2017. Ao todo, foram disparadas mais de 700 milhões de mensagens para 6,7 milhões de clientes da telefonia móvel de todo o país entre fevereiro de 2017 e agosto de 2019.