Assinados 12 novos contratos para a instalação de empresas nos Distritos de Rondonópolis

Assinados 12 novos contratos para a instalação de empresas nos Distritos de Rondonópolis
Wheverton Barros



Doze empresários interessados em se instalarem no 1º Distrito Industrial de Rondonópolis e no Micro Distrito Industrial “Anézio Pereira de Oliveira”, na Vila Operária, assinaram o contrato de compra e venda dos terrenos com a Prefeitura, na manhã desta quarta-feira (19).

Assim que estiverem com os empreendimentos construídos, um no 1º Distrito Industrial de Rondonópolis e no Micro Distrito Industrial “Anésio Pereira de Oliveira”, o compromisso dos empresários com o município é de ofertar cerca de 250 novas vagas de emprego.

O Ato de Assinatura, realizado no Palácio da Cidadania, contou com as presenças do prefeito Zé Carlos do Pátio, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Milton Mutum, vereadores, empresários e trabalhadores dos empreendimentos.

A empresa que irá para o 1º Distrito Industrial de Rondonópolis é Centro Oeste Resíduos. Já entre as que irão para o Micro Distrito Industrial da Vila Operária estão: Calha São José, Construtora Ascenção, Voltosa Engenharia e a Transporte Marcos Klain.

“Temos trabalhado para criar instrumentos de apoio aos nossos empresários para que possam crescer, gerar mais empregos, renda e desenvolvimento da cidade com inclusão social. Desejo boa sorte a todos”, destacou o prefeito Zé Carlos do Pátio, acrescentando que a prefeitura tem ampliado sua estrutura para promover legalização de empresas e ajudar aos pequenos e médios empresários na captação de linhas de financiamento, com juros baixos.

“Além disso, conseguimos com a nossa bancada federal emendas que somam cerca de R$ 56 milhões para serem investidos na melhoria da infraestrutura dos nossos distritos industriais”, lembrou o prefeito.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Milton Mutum, destacou a importância das ações da prefeitura voltadas para o aquecimento da economia local e a geração de emprego e renda por meio da “valorização e a criação de condições às empresas da cidade crescerem, estando instaladas em locais apropriados e de acordo com a atividade fim do negócio”.

Representante da São José Calhas, Crislaine Ferreira Borges, revelou que, com o terreno adquirido no Micro Distrito da Vila Operária, o projeto é expandir a empresa, aumentando o faturamento, a geração de empregos e de impostos.

“É muito importante essas condições criadas pela prefeitura e a valorização das empresas da cidade”, comentou Crislaine. “A intenção nossa é começar a construir já em fevereiro o prédio. Depois de pronto, com a ampliação da nossa produção, pretendemos oferecer 45 novas vagas de emprego, praticamente o dobro que ofertamos hoje, que são 42”, contou.

Atuante também no setor de construção civil, o proprietário da Construtora Ascensão, Horácio Oliveira de Matos disse que pretende também construir de imediato o prédio da sua empresa, que funciona em um imóvel alugado no bairro São Francisco.

“Hoje, funcionamos de forma improvisada e um local alugado. Então, para nós é de grande importância. Pois, vamos para um lugar que será meu e que possibilitará a empresa crescer, ampliar os serviços prestados e, com isso, mais empregos”, avaliou, assinalando que, com o crescimento, a previsão é que sejam criadas 35 novas vagas.

A Voltasa Engenharia, que trabalha com asfalto CBUQ estocável, também prevê a expansão da sua empresa, a partir da mudança para o terreno no Micro Distrito Industrial da Vila Operária.

“Este terreno possibilitará dar um salto, um avanço à empresa, contribuindo assim para gerar mais emprego e o desenvolvimento da cidade”, aprontou, observando que devem ser gerados 20 novas oportunidades de trabalho, o dobro do que é ofertado hoje.