Assembleia realiza audiência sobre concessão de rodovias em Tangará da Serra

Evento foi proposto pelo deputado estadual Dr. João José

Assembleia realiza audiência sobre concessão de rodovias em Tangará da Serra
JL Siqueira/ALMT

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) realiza nesta sexta-feira (19), às 9h, audiência pública para discutir a concessão de 233,2 quilômetros de quatro rodovias que dão acesso ao município de Tangará da Serra (249,2 km de Cuiabá).

O evento foi proposto pelo deputado estadual Dr. João José (MDB), parlamentar representante da região médio-norte do Estado.

A empresa ou consórcio que vencer a licitação para executar as obras, certame que será feito pelo governo do estado, terá a concessão dos trechos das rodovias MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480, e ficará responsável pela prestação dos serviços públicos de conservação, recuperação, manutenção, implantação de melhorias, bem como a operação rodoviária das vias adjacentes inclusas no pacote.

O prazo de concessão é de 30 anos com previsão de investimento de R$ 638,28 milhões ao longo do período de vigência do contrato. Após a assinatura do contrato, a empresa terá o prazo de um ano para realizar as melhorias do pavimento. A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) já abriu o processo de consulta pública com a disponibilização no site (www.sinfra.mt.gov.br) do edital de licitação, que definirá a concessionária que poderá ficar responsável pela administração das estradas.

“A população sofre para dirigir pelas estradas da região médio-norte. Faço esse caminho de carro todas as semanas, para ir e vir de Cuiabá a Tangará da Serra, e conheço muito bem esta realidade. Por isso, temos que ouvir a opinião da sociedade sobre essa concessão. Então apresentamos o pedido para realização da audiência, onde o governo do estado divulgará para a sociedade, detalhadamente, o que está previsto no edital, e os futuros investimentos que serão feitos nas estradas da nossa região”, afirmou o deputado.

Conforme o edital, dentre os serviços que precisam ser realizados de imediato, estão a recuperação preliminar de pavimento; a recuperação de sinalização vertical e revitalização da horizontal, e a limpeza e recuperação do sistema de drenagem e recuperação dos sistemas elétricos e iluminação. Somente após todos esses serviços é que o Estado poderá permitir que a empresa faça a instalação das praças de pedágio.

Serviços 
Assunto: Audiência pública
Data: 19 de julho
Horário: 9h
Local: Assembleia Legislativa (Auditório Milton Figueiredo)