Assembleia Legislativa exonera 858 servidores comissionados de MT

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) exonerou 858 servidores comissionados. As exonerações foram publicadas no Diário Oficial do estado que circula nesta segunda-feira (9). A medida já havia sido anunciada pelo presidente da Casa, Guilherme Maluf (PSDB). Na última semana, o deputado estadual informou que estava sendo analisada a possibilidade de prorrogar a validade do último concurso público da institução, realizado há dois anos, por mais um ano.

Conforme a presidência da ALMT, todos os aprovados no concurso foram nomeados e 26 pessoas do cadastro reserva foram chamadas. Mais quatro seriam convocados nesta semana. Maluf disse que deverá ser avaliada a possiblidade de prorrogar o concurso, homologado em abril de 2014, e de nomear outros que aguardam para serem chamados.

O cadastro reserva tem 80 pessoas aprovadas para cargos de nível médio e 92 para superior, em diversas áreas, segundo a comissão que representanta esses concursados.

Após a eleição da Mesa Diretora da ALMT, Maluf havia anunciado que seria necessário implantar 'medidas amargas' para a gestão do Poder Legislativo. Na ocasião, o deputado disse que seriam necessários cortes, medidas de austeridade e reforma administrativa. O presidente da Casa disse ainda que seria implantadas uma política de 'enxugamento' da Casa de Leis