Após instituir Câmara do Leite, Seaf realiza 1ª Reunião Ordinária em Mato Grosso

Cabe à câmara apontar soluções sobre matérias que afetam, ou possam vir a afetar o desenvolvimento da cadeia, identificando inclusive, possíveis entraves a produção e a qualidade dos produtos.

Mais de 130 mil agricultores serão beneficiados pelo Susaf
Foto por: Lucas Diego/Seaf-MT

A Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf) realizou na última semana, a primeira reunião ordinária da Câmara Setorial de Bovinocultura de Leite (CS-BL), do Estado de Mato Grosso. A câmara foi instituída pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRS), por meio da Resolução Nº 03, de 02 de maio de 2019.

O Conselho Estadual é presidido pelo secretário de Estado de Agricultura Familiar, Silvano Amaral e é responsável pela formatação das políticas públicas ligadas à Agricultura no Estado. Já a câmara setorial tem a finalidade de assessorar o CEDRS na elaboração e propositura das ações relativas à cadeia produtiva do leite.

As câmaras são importantes ferramentas para a discussão dos diversos elos da cadeia produtiva, reunindo entidades representativas de produtores, instituições, e outros parceiros do setor, além de representantes de órgãos públicos e técnicos. Também cabe à câmara apontar soluções sobre matérias que afetam, ou possam vir a afetar o desenvolvimento da cadeia, identificando inclusive, possíveis entraves a produção e a qualidade dos produtos.

“Nós [governo do estado] instituímos a Câmara Setorial do Leite para assegurar o papel de convergência entre os elos da cadeia produtiva, e a competitivade com geração de emprego e renda em todos os níveis da cadeia. O setor vem enfrentando uma séria crise nos últimos anos provocada principalmente pela pressão dos preços ao produtor e pelos altos custos de produção. Se a câmara for competente, bem articulada e representativa, ela terá condições de absorver com fidelidade os anseios da cadeia e subsidiar o Estado na elaboração de políticas públicas eficientes, com especial atenção ao setor primário”, definiu o secretário Silvano Amaral.

Em Mato Grosso, a CS-BL reúne membros de 14 entidades ligadas ao setor, sendo, Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Superintendência Federal de Agricultura em Mato Grosso (MAPA/MT), Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Mato Grosso (Fetagri), Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), Sindicato de Laticínios de Mato Grosso (Sindilat), Associação dos Produtores de Leite de Mato Grosso (Aproleite), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

A coordenação dos trabalhos está à cargo do Engenheiro Agrônomo e secretário-adjunto de Agricultura Familiar (Seaf), Carlos Alberto Simões de Arruda, ao qual cabe conduzir as reuniões da câmara. A vice coordenadoria foi assumida pela Médica Veterinária e Fiscal Estadual de Defesa Agropecuária e Florestal (Indea), Make Kawatake Mintetto. Já o relator será definido entre os membros do CEDRS, e terá a responsabilidade de submeter ao conselho as principais pautas e demandas tratadas pela câmara.

No encontro também foi definido o regimento interno da Câmara Setorial de Bovinocultura de Leite (CS-BL), entre outros encaminhamentos. As reuniões ordinárias serão realizadas quadrimensalmente, conforme quadro anual definido sob a anuência dos membros da câmara. As reuniões extraordinárias poderão ser convocadas a qualquer tempo, desde que aprovadas pelo CEDRS. A Câmara Setorial terá sua próxima reunião ordinária no dia 27 de novembro, às 14h, na sede da Seaf.