Após derrota, técnico do Cacerense afirma: “Agora nos resta secar o União”


O Cacerense até que lutou, mas não foi páreo para o time misto do Cuiabá e foi derrotado por 2 a 0 na noite de quarta-feira, no Estádio Geraldão, em Cáceres. Com a derrota, o time da fronteira encerra sua participação no Campeonato Mato-grossense com oito pontos e torcendo por um empate ou derrota do União no clássico de Rondonópolis diante do REC, no próximo domingo. Se o União vencer, o Cacerense cai para a Segunda Divisão do Estadual.

Após o revés para o Cuiabá, o técnico Adilson Baiano lamentou a derrota e disse confiar na permanência do Cacerense na elite do futebol mato-grossense.

– Fizemos de tudo para vencer o Cuiabá, perdemos três gols cara a cara com o goleiro por excesso de preciosismo. Mas isso faz parte do futebol, agora nos resta secar o União que vai enfrentar o bom time do Rondonópolis. Clássico é clássico, mas acredito na vitória do REC no domingo – disse Adilson em entrevista por telefone.

Segundo Adilson Baiano, seu objetivo era tirar o Cacerense da zona de rebaixamento e a meta agora é começar a montagem para a Copa Mato Grosso.

– Quando assumi o time não tinha vencido nenhuma partida, foram apenas cinco jogos e fiz o melhor. Espero conquistar meu objetivo e ver o Cacerense permanecendo na Primeira Divisão. A ideia agora é começar o projeto de montagem de um time bom, com jogadores da região, para disputa da Copa Mato Grosso – explicou.

A campanha do Cacerense no Mato-grossense 2015 foi de duas vitórias, dois empates e quatro derrotas.